Imagine Hot Harry




Entrei no prédio da minha melhor amiga ouvindo a chuva forte la fora e me direcionei ao elevador, apertei o botão de chamada do mesmo e fiquei tirando o excesso de água em meu corpo enquanto esperava sua chegada.–Boa noite -uma voz rouca falou me fazendo virar, encarei o garoto de cabelos encaracolados, olhos verdes e sorriso sexy–Boa noite -desejei me perguntando da onde o conhecia, mas logo o elevador chegou me fazendo esquecer os pensamentos–Que chuva, não? -ele perguntou puxando assunto e eu assenti com a cabeça, me sentindo um pouco desconfortável em estar com um cara tão, tão... gostoso em um pequeno espaço, eu podia sentir seu perfume se infiltrar no pequeno elevador.–Sou Harry -ele disse

Sorri e quando ia responder um raio muito brilhante e um trovão muito barulhento caiu fazendo com que mesmo de dentro do elevador sua luz e som fossem imensos. Nesse mesmo instante o elevador parou e ficou tudo escuro me fazendo abraçar o desconhecido gostoso, mas logo a luz de emergência do elevador se acendeu, Harry olhou para mim enquanto eu fazia o mesmo totalmente sem graça sai de seu colo.–O que aconteceu? -perguntei, assustada, tentando me recompor, Harry parecia examinar o elevador erguendo seus braços, um deles tatuado, com uma estrela muito sexy ao me ver, para perto das luzes de emergência–Parece que acabou a energia do prédio -ele disse, calmo, se apoiando contra o espelho do elevador, assenti também me apoiando no elevador, porem o mais distante dele possívelFicamos em silencio, eu sentia seu olhar sobre mim, mais fingia estar preocupada com minhas unhas, com receio de encarar aquele olhos verdes tão intensos, mais novamente o barulho ensurdecedor me fez agarrar Harry.–Meu Deus do céu -falei agarrada em sua camisa branca–Fica calma -Harry disse, sua voz rouca em meu ouvido me fez ficar arrepiada, o encarei, os olhos tão temidos verdes, e logo antes mesmo que eu pudesse perceber, seus lábios estavam nos meus, o beijo começou lento, mas logo nos beijávamos com fúria e desejo.Ele correspondeu o beijo com a mesma violência, grudando meu corpo contra o espelho e puxando minhas pernas para sua cintura. Passei minhas mãos por seu cabelo e o puxei sem dó enquanto Harry apertava ambas minhas coxas com vontade e levava suas mãos até minha bunda.Ele me desencostou do espelho e me sentou em cima da barra de deficientes físicos enquanto descia os beijos pelo meu pescoço. Olhei para o espelho e ver aquela cena me excitou. Desci minhas mãos para baixo da camiseta de Harry e a tirei rapidamente, cravei minhas unhas nas costas dele, o arranhando levemente, Harry parecera gostar, pois soltara um suspiro longo sem tirar a boca de meu pescoço.Eu assistia a cena pelo espelho enquanto ele subia sua mão e apertava meu seio direito com força por cima da blusa. Olhei de volta para ele a tempo de vê-lo me beijar novamente. Agradeci mentalmente pelas roupas que eu usava. Harry começou a desabotoar minha camiseta e desci os beijos pela pele que ia aparecendo, dando uma atenção aos meus seios que ele puxara para fora do sutiã.Ele parou, beijando minha barriga enquanto levantava minha saia, depois tirou a calcinha para o lado e me penetrou com dois dedos movimentando rápido. Não posso negar que se não estivéssemos dentro de um elevador parado entre dois andares, qualquer um por perto teria ouvido meu gemido de prazer. Ele continuou me masturbando ao mesmo tempo em que desceu os beijos até minha íntima e passava a língua por meu clitóris, o sugando com vontade e dando lambidinhas.Quando pegara ritmo e vontade com a língua, subira suas mãos de volta aos meus seios e eu gemia excitada, assistindo aquela cena toda pelo espelho. Harry então subiu e me beijou na boca novamente. Desci minhas mãos até sua calça jeans e comecei a desabotoá-la, parando apenas para fuçar os bolsos à procura da camisinha. Achando uma, deixei a calça cair com um baque surdo no chão e tirei seu membro ereto pra fora da boxer preta que usava. Sorri enquanto ele beijava meu pescoço, gemendo graças ao carinho que eu fazia em seu membro.Virei novamente meu olhar para o espelho enquanto colocava o preservativo no membro de Harry. Ele parou de me beijar e também observou a cena no espelho, me olhando em seguida.–Gosta de observar? -ele sussurrou em meu ouvido, arrepiando meu corpo inteiro e eu olhei dentro daqueles olhos verdes, sorri, e tinha certeza que minha feição era tão safada quanto a de Harry, e concordei com a cabeça.–Então, assista -ele virou meu rosto para o espelho e voltou a beijar e chupar meu pescoço enquanto com uma mão segurava seu membro e roçava contra minha intimidade, mordi o lábio, aquela provocação estava me deixando doida.Sem conseguir me segurar, pedi para que ele não me provocasse mais e, com um sorriso maroto no rosto, ele me penetrou. Fundo e de uma vez. Acho que todo o ar que tinha dentro do elevador se fora assim que ele me penetrara e eu respirara o mais fundo que podia soltando um gemido. O que pareceu agradar Harry que começara a investir rápido e forte contra minha intimidade agarrando minha coxa e meu seio. Começou a chupar um de meus seios enquanto segurava minhas duas coxas pegando sustentação para suas estocadas fortes e rápidas. Eu estava enlouquecida de tesão.Ele estocou tudo de uma vez e eu aproveitei para fazer minha parte. Com ele segurando em minha bunda, rebolei em seu membro com vontade, roçando todo o resto do corpo desunido um no outro. Harry pareceu gostar, pois tirara seu membro de mim e me levantara do cano em que estava sentada. Sorriu pra mim o mais pervertido que podia e me virou de costas pra ele.Segurei no cano e observei pelo espelho, que ele também olhava, enquanto ele passava seu membro pela minha bunda a procura da minha íntima mais abaixo. Assim que a achou penetrou com força, segurando na minha cintura e me fazendo quase gritar de prazer, eu me segurava graças ao perigo que estávamos correndo ali, mas eu não conseguia ocultar o prazer e o tesão daquele momento.Harry continuou metendo por algum tempo até que senti seu corpo vibrar e com um baque forte e uma última estocada ele gemeu, anunciando que havia chegado ao orgasmo. Ele foi diminuindo os movimentos aos poucos até tirar seu membro de mim. Virei de frente pra ele e ele sorriu, cansado, me puxou para um último beijo onde ele explorou todo o meu corpo com as mãos. Nos arrumamos, colocando nossas roupas de volta e tentando disfarçar o cansaço e o suor do que acabara de acontecer.Estávamos em silencio eu estava sentada e Harry em pé me observava, minha respiração já estava quase regular.–Você mora aqui? -ele perguntou me olhando, abri a boca para responder, mas antes que o fizesse o elevador voltara a se mexer e eu apenas sorri de lado para Harry. O elevador então parou e a porta se abriu vi minha melhor amiga me olhando atônita–Harry?Amiga? Vocês estavam juntos no elevador? -perguntou sem entender–Erm... sim -Harry disse se direcionando para a porta do apartamento ao lado de minha melhor amiga mas parou ao ver um garoto ao abracar e rir–Você esta bem? -ela perguntou me olhando, desviei os olhos de Harry–Sim -falei sorrindo–Sinto muito pelo elevador, com a chuva acabou... -ela disse mas a interrompi–Tudo bem, nunca foi tão bom ficar trancada no elevador -falei olhando maliciosa para Harry, que retribuiu entrando em seu apartamento.

Um comentário:

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥