Imagine Hot Niall



Mais um dia chato nessa maldita loja, bufei enquanto analisava a porta, estávamos em junho o que significa baixa temporada de doces, as pessoas quase não apareciam na loja nesse mês todas ocupadas curtindo as férias, enquanto eu ficava aqui contando jujubas. A porta se abriu fazendo um barulho de sinos o que me fez automaticamente olhar para ela, onde havia um garoto loiro, alto e muito bonito, e muito familiar.

–Em que posso ajuda lo? -perguntei tentando soar o mais sexy possível ele sorriu


–Eu só estou procurando um doce -ele disse sorrindo indo ate as estantes assenti


–Qualquer coisa estou aqui -falei sorrindo, ele assentiu suspirei sabia que estava parecendo meio atirada, droga, isso que da terminar o namoro nessas épocas deixa a gente tão carente...

–Obrigada -falou indo ate as prateleiras, respirei fundo me jogando na cadeira, comecei a mexer entediada no computador vendo meus e-mails


Posições que os homens mais gostam–se lia em letras garrafais no topo da pagina eu ri abrindo o e-mail da minha melhor amiga, as imagens foram abrindo me fazendo imaginar como alguém conseguia fazer aqui


–Com licença -a voz do garoto me assustou o encarei de perto percebendo de onde o conhecia, Niall mal podia acreditar na minha sorte, minha melhor amiga iria surtar


–Sim? -falei fechando a pagina assustada ele sorriu


–Eu queri saber se vocês tem o doce, candy goma -ele disse o encarei


–Não sei mas posso olhar no estoque chegou algumas caixas ontem mas não deu tempo de colocar aqui -menti, tive tempo de sobra o problema é que estava morrendo de preguiça


–Tudo bem -ele disse assenti ainda o encarando como ele era lindo -ér você pode ir agora -ele disse


–Ah sim -falei saindo pude ouvir sua risada, entrei na “área dos empregados” onde na verdade havia uma cama dobrável que mais rangia do que era confortável e fui para o estoque abri a tal caixa do doce pegando dois sacos e voltei


–Olha eu... -ia falar mas parei ao ver Niall encarando a tela do computador, ele me encarou sem graça


–Eu queria err... ver... a... hora -ele disse eu assenti vendo ele voltar para o outro lado do balcão


–Errr eu achei seu doce -falei lhe entregando o saco, olhei o grande volume na sua calça jeans e mordi o 
lábio

–Claro e quanto que deu? -ele perguntou


–Se quiser a gente pode tentar essa e muitas outras -as palavras saíram da minha boca sem minha permissão, ele me encarou um pouco incrédulo, o que eu mesma fiz olhando o balcão, o encarei


–Eu não quis... -mas antes que algo saísse da minha boca senti ele me prensar contra o balcão, sua linguá pediu passagem e eu prontamente cedi o beijo era violento, ele colocou uma mão em minha cintura e a outra na minha perna -desse jeito, podendo me levantar com facilidade- e me colocar em seu colo. Ele deixou o beijo mais quente, mais rápido. O medo de ser pega por alguém me deixava cada vez mais excitada. Suas mãos estavam em minha cintura e em minha perna, me apertando com força; logo, soltei um gemido.


Ele nos levou para porta e me jogo na cama, que rangeu ele sorriu malicioso. Ele abaixou os beijos para o meu pescoço, chupava o mesmo com tanta força, que provavelmente ficariam sérias marcas ali, mas eu não me importava, queria mesmo sentir todo o prazer que ele me proporcionava. Ele tirou minha camiseta junto com o avental da Candy’s sem afastar a boca da minha, senti suas mãos em minhas costas procurando o feixe do meu sutiã e não evitei a risada


–Abre na frente -falei abafando a risada em seu ombro ele sorriu


–Eu já sabia -disse liberando meus seios ficou olhando eles por um momento, parando quando eu grudei meus lábios nos deles começando um beijo cheio de desejo. Eu arranhava suas costas e ele mantinha uma mão em minha bunda, e a outra estava em meu seio, apertando-o com força, me fazendo gemer.


Ele me puxou mais, grudando nossos corpos por completo, e me fazendo sentir sua ereção, mesmo ainda estando de calça. Ele começou a beijar meu colo, dando chupões em meus seios. Inclinei minha cabeça para trás, apenas sentindo o prazer invadindo meu corpo por completo.


Eu o afastei do meu corpo, fazendo-o parar com os chupões, e me olhar com uma expressão de dúvida. Mandei um sorriso malicioso para ele e me pus de pé em sua frente. Eu o empurrei com as mãos até a cama que tinha ali, fazendo-o se sentar na mesma. Depositei um selinho em sua boca, e fui descendo, dando beijos por todo seu corpo, parando em alguns lugares específicos, até chegar a sua barriga, onde fui dando mordidas e beijos. Logo, cheguei ao seu cinto, sem esperar muito, o abri, já abrindo o fecho da calça junto. Eu a puxei para baixo sem nem um pouco de delicadeza. Subi minhas mãos, arranhando sua perna já descoberta, até chegar em sua boxer, puxando-a, do mesmo jeito que fiz com a calça. Subi novamente e o beijei, um beijo calmo, mas ao mesmo tempo, gostoso.


Parei o que estava fazendo e me levantei, observando seu corpo nu. Inclinei-me em cima dele e passei minhas mãos por todo seu corpo, parando em seu membro já totalmente ereto. Eu o segurei com força, e aproximei minha boca do mesmo, abocanhando com vontade. Chupei rápido, às vezes chupando um pouco devagar, e, quando eu fazia isso, Niall soltava gemidos de desaprovação.


Ele gemia de uma forma sexy e provocante, me fazendo o chupar com mais vontade que antes. Logo, senti o gosto do pré-gozo, fui aumentando ainda mais os movimentos e chupando com mais força. Ele gozou dentro da minha boca, soltando um gemido alto e logo relaxando o corpo. Sem esperar um minuto, subi até sua boca e o beijei, dividindo seu próprio gosto com ele.


Niall me agarrou pela cintura e me puxou para mais perto de seu corpo, nos colando ainda mais. Virou-se na cama que rangeu, ficando por cima de mim. Parou com o beijo e me olhou nos olhos com desejo. Aproximou-se do meu pescoço e deu leves mordidas ali, começando a descer para meu colo.


Sua atenção voltou para os meus seios, os olhando com desejo. Começou a mordê-los e a chupar os mesmos com vontade. Soltei um gemido alto. Desceu os beijos para a minha barriga, não parando por ali e logo chegando em minha calça. Ele foi tirando-a sem delicadeza alguma, igual como eu fiz antes com ele. Ele subiu as mãos para as minhas pernas, alcançando a calcinha e brincando com o elástico dela. Soltei um gemido desaprovando o que ele fizera, e logo tirou minha calcinha.


Afastou minhas pernas, e sem pensar muito, aproximou a boca da minha intimidade e começou a sugar a mesma. Colocou um de seus dedos nela, fazendo movimentos circulares com o mesmo, logo colocando outro. Seus dedos eram rápidos, eu me contorcia na cama. Ele os tirou de lá e penetrou a língua na minha intimidade, fazendo movimentos com ela, me sugando gemi alto me contorcendo na cama.


Avisei que iria chegar logo ao orgasmo, e ele me penetrou novamente com os dedos, dessa vez com três, ainda com a língua dentro da intimidade. Aumentou a velocidade e logo eu tive meu orgasmo, soltando quase um grito e relaxando.


Ele sugou todo o líquido que eu havia largado, e fez o mesmo que eu, me beijo, dividindo meu gosto comigo.


Eu me virei na cama, deixando-o por baixo, colocando minhas pernas em volta do seu corpo. Aproximei meus lábios de seu ouvido e dei uma pequena mordida no mesmo.


Senti as mãos dele segurarem firme em minha cintura, me puxando para baixo. Selou nossos lábios e, em questão de segundos, sua língua invadiu minha boca com brutalidade, brigando com a minha. Suas mãos apertavam a minha cintura com força, me fazendo soltar pequenos gemidos durante o beijo. Ele parou com os movimentos que sua língua fazia e terminou o beijo com um selhinho demorado.


Virou-se novamente na cama, ficando por cima. Afastou-se do meu corpo e olhou para todo ele, seus olhos transbordavam desejo e luxuria. Colocou as mãos em minhas pernas e as afastou, ficando no meio das duas. Olhei para ele e soltei um sorriso, logo o senti me penetrando com força. Dava estocadas fortes e rápidas, eu sentia um misto de dor e prazer. Cada vez ele estocava mais rápido, com mais força, mais vontade. Ele procurou rapidamente por minha boca, dando um beijo meio desajeitado na mesma, que não durou muito. Uma de suas mãos estava em meus seios, apertando-o com força, e a outra estava em minha cintura, pressionando-o com força. Comecei a mexer minha cintura, e logo senti as mãos dele levantando minhas pernas, colocando-as em volta de sua cintura, conseguindo dar estocadas dentro de mim mais fortes.


Eu gemia alto, mesmo sabendo que qualquer um que passasse entrasse na loja poderia ouvir. Eu não me importava, nada me importava naquele momento.


–Mais forte... Ni... Niall -falei para ele, que logo me obedeceu, dando estocadas mais rápidas e fortes. Chegamos ao orgasmo ao mesmo tempo, soltando um grito alto.


Niall deitou do meu lado ainda ofegante ficamos em silencio ate nossa respiração se acalmar um celular começou a tocar, um toque alto e chato Niall se levantou rapidamente colocando a boxer no meio do trajeto


–Alo -ele atendeu -sim, eu sei... -pausa -eu volto logo Liam -ele disse revirando o olhos sorri -estou ér ocupado -ele disse me analisando ainda nua sorri -não te interessa cara... ta tchau -ele disse desligando


–Problemas? -perguntei ele negou sorrindo


–Nada de mais -disse dando de ombros


–Pronto pro segundo round? -perguntei maliciosa ele sorriu voltando a me beijar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥