Imagine Hot Harry - Parte 1 -


Você é vizinha de Harry Styles a 10 anos, vocês praticamente passaram a infância inteira juntos, e sempre foram bons amigos, conversam abertamente sobre tudo. TUDO MESMO!
É sexta-feira, 20h41min e ele está na sua casa, vocês estão no seu quarto, vendo alguns filmes. Sua mãe está muito ocupada resolvendo uns negócios de trabalho. Seu pai e ela são separados e ele mora um pouco longe, mas todo mês ele vem para lhe visitar ou você vai visitá-lo.
Você está no quarto com Harry e o filme que você estavam vendo está terminando.
- O quê? Não pode terminar assim, isso é ridículo! - diz Harry não conformado com o final do filme.
- Harry, é só um filme, sem drama, por favor. - você ri - Todo filme é assim, quando chega no final você fica putinho porque não acabou da forma como você queria.
Ele te olha e começa a rir.
- Putinho? - ele pergunta ainda rindo.
- É Harry, não se faça de desentendido.
- Putinho de que forma? - ele pergunta com um tom malicioso, até de mais.
- Em todos os sentidos Harry Styles, agora pare de me olhar com esses olhos famintos porque eu não sou sua comida.

- Eu sei que não… - ele diz fechando o sorriso. - Ah, e a propósito, já que você falou em comida… Eu preciso de um conselho seu.
- Sobre comida? - você pergunta debochando.
- É, sobre a minha comida.
- Ai Harry, você é tão pervertido. Fala logo. - você diz revirando os olhos.
- Então, é que quero conquistar uma garota e…
- Mais uma de suas vadias? - você pergunta séria.
- É, mas essa vadia é especial. - ele fala sorrindo.
- Hummm, será mesmo um fato histórico… Harry Styles apaixonado? Ou apenas tentando levar mais uma de suas vadia para a cama? você o debocha.
- Hmmm, os dois. - ele fala rindo depois.
- Harry, é sério, eu não posso te ajudar com isso, você sabe, cada garota tem o seu jeito…
- Só um conselho, por favor. - ele faz beicinho.
- Ok Harry, ok! - você diz revirando os olhos novamente. - Eu não sou uma especialista em sexo…
- Você vai me dar dicas sobre sexo? - ele pergunta te interrompendo.
- Não era isso que você queria?
- N… Sim, era. - a voz dele entrega ele, é claro que está mentindo. Você resolve entrar no joguinho dele.
- Harry, eu acho que você tem que inovar.
- Tipo?
- Tipo, trazer coisas novas para sua vida sexual com as suas… vadias, mesmo que depois você vá dar um chute na bunda dela e dizer “Au Revoir” minha querida…
- Au Revoir? - pergunta ele te interrompendo.
- Ou seja lá a forma como você fala.
- Eu não falo nada, eu só deixo de manter contato depois.
“Que galinha!”, você pensa.
- Harry! - você o repreende. - você é mau.
- Como você mesmo disse, elas são vadias, se não fossem não iriam pra cama comigo no primeiro encontro.
- Uau, você até poderia me impressionar dizendo isso, se eu não o conhecesse bem.
- É, você tem razão. - diz ele rindo.
- Harry! - você o repreende novamente.
- Tá, agora continua com o que você estava dizendo.
Você o encara, pasma. Ele realmente não perde tempo.
- O que eu to querendo dizer, é que você precisa dar a elas algo que elas não esperam, mas que queiram.
- E eu já não dou? Sabe…
- Surpreenda-as Harry. Surpreenda-as!
- Me dê um exemplo. - ele pede com carinho.
- Puta que pariu! Você vai mesmo me fazer passar por isso?
Ele começa a rir.
- É constrangedor sabia?
- Vai se fazer de boa mocinha agora?!
- Tá Harry, tá bom. - você fala se rendendo. - Olha só, use e abuse dos objetos que o mundo nos dá.
- Objetos… - ele fica pensativo.
- Chicotes, Açoites… cordas… Esse tipo de coisa sabe. Use com suas vadias. Garanto que elas vão gostar.
- Você gostaria?
- Ãn?
- Que batessem em você com um chicote, ou açoite ou essas coisas?
- Harry, pelo amor amor de Deus, não vá espancar a coitada. Isso da cadeia sabia? Ela pode muito bem ir a delegacia e dizer que foi açoitada por um pervertido sem controle.
- Você gostaria de ser açoitada ou não?
- Harry! - você repreende-o novamente.
- Ok, eu só to querendo dizer que isso é coisa de vadia.
- Mas não tem problema se ela for sua vadia.
Ele fica confuso.
- Você não disse que dessa vez era sério…?
Ele concorda com a cabeça.
- Então, não tem problema você açoitar a sua… hummm vadia. É até fofo.
- Fofo? - ele pergunta assustado.
- Eu to brincando Harry, não é fofo. É… sexy, muito sexy.
- Era aí que eu queria chegar. Mas você gostaria?
Você vai repreende-lo de novo mas ele a interrompe.
- Já sei, já sei… “Harry!” - ele diz te imitando e você ri.
- Você não presta. - você bufa.
- Pelo menos eu não fico dando conselhos obscenos para os outros.
- Foi você quem pediu.
- Mas eu não achei que você tivesse pensado naquilo.
- Eu sei que você queria conselhos românticos, eu só estava tentando entrar no seu “joguinho”.
- Depois eu é quem não presto.
Vocês riem. Depois de um tempo a mais conversando ele vai para casa. Você fica confusa em ver Harry dizendo que talvez possa estar apaixonado, mas sabe que é meio difícil, do jeito mulherengo que ele é. Cada noite com uma “vadia” diferente.
- Filha? - sua mãe interrompe seus pensamentos com uma batida de leve na porta e em seguida entra em seu quarto.
- Oi mãe.
Ela vem até você e lhe dá um beijo na testa.
- Estou indo dormir, e acho que você também deve ir, já está tarde.
Você olha para o relógio em cima de seu bidê e vê que já são 23h23min. As horas voaram enquanto você estava falando com Harry, e vocês nem perceberam.
No dia seguinte você acorda mais tarde, fica em casa a tarde inteira e a noite resolve sair com uma amiga. Quando você volta para casa já é noite. Você vai direto em direção ao seu quarto. Enquanto abre a porta do quarto, você começa a tirar a camiseta para ir para banho, mas quando você entra, se depara com Harry sentando na sua poltrona, que fica ao lado do bidê. Você leva um susto e solta um grito.
Rapidamente você coloca as mãos sobre seu peitos, tentando esconder seu sutiã de Harry.
- O que você… O que você ta fazendo aqui? E… - você olha para as mãos dele. - E o que é isso na sua mão?
Ele está segurando algo. Dando uma olhada melhor você percebe que é um… Açoite. “Puta que pariu”, você pensa.
- Harry, o que você tá fazendo com isso? - você pergunta assustada.
- É um açoite. - diz ele dando com o açoite de leve na mão dele. O estalo que ele da faz com que seu corpo arrepie por inteiro.
- Isso eu sei. Quero saber o que você ta fazendo com isso.
- Você me disse ontem que era pra mim inovar.
- Tudo bem, mas… Aqui? O que você veio fazer aqui? Com isso? - você diz apontando para o açoite. - E cade minha mãe? Não me diga que você resolveu açoitá-la? - agora você zomba dele.
- Claro que não! - ele responde apavorado.
- Então…? - você pede por uma explicação.
- Eu só vim até aqui para ver… Humm…
- Para ver o que Harry?
- Eu quero que você seja a “minha” vadia.
Você arregala os olhos e cai na gargalhada em seguida.
- Por que você ta rindo? - ele diz e começa a rir também.
- Você é hilário, sério!
- Eu to falando sério. - diz ele fechando o sorriso e a encarando com um olhar pervertido.
- E o que o faz pensar que eu quero ser açoitada por você? - você pergunta sarcástica.
- Era apenas uma hipótese.
- E…? - você espera por mais respostas.
- E eu também perguntei se você se importaria se eu te acertasse com um açoite…
- Aí você me imitou, e mudamos de assunto. - você o interrompe.
- Isso! - diz ele finalizando a explicação.
- Estou horrorizada.
- Não, acho que não gosto disso. Prefiro te deixar excitada. Completamente molhadinha.
Você dá uma pausa e fica pensando por alguns segundos.
- Você tava me testando? Eu sou sua “vadia” então? É isso que você tá me dizendo?
- É, e eu não to afim de trepar com você, te açoitar e depois dizer “Au Revoir”.
Você ri.
- E se eu aceitar?
- Daí você será a minha vadia. - ele diz sorrindo maliciosamente.
- Você vai usar o açoite?
- Você quer que eu use?
Você o olha com cara de assustada.
- Eu não vou te espancar.
- Até porque, se você fizesse isso, ia ter volta.
- Aí que medo! - ele diz te provocando.
Ele se levanta e te encara.
- Com açoite! - você voa pra cima dele o beijando loucamente.
Sua língua pedindo espaço e ele cedendo. Você começam um beijo quente e suplicante. Ele agarra sua coxas, e as envolve por trás dele, uma de cada lado. Você prende as duas um pouco acima da bunda dele, se segurando no pescoço dele, sempre. O beijo vai aumentando, ele solta o açoite e te leva em direção a cama. Ele te joga na cama e deita sobre você, apoiado sobre os cotovelos, e continua com o beijo fervoroso.
- Para, para! - você sai de debaixo dele numa ação rápida, vai até aporta e a tranca.
Depois volta correndo para a cama, mas dessa vez, você é quem está em cima dele.
- Eu quero que você use isso. - você diz pegando o açoite e mostrando pra ele. - Entendeu?
Ele balança a cabeça confirmando que entendeu, e pega o açoite. Em seguida, a tira rapidamente de cima dele.
- Se é o que você quer…
- Se você me machucar… - você tenta o ameaçar.
- Não vou te machucar.
Ele segura o açoite firme na mão direita e prende o olhar no seu corpo, olhando-o por inteiro e lambendo os lábios.
- Tira essa roupa, não gosto dela.
- E nem eu da sua. - você se ajoelha na cama e tira sua roupa rapidamente, ficando apenas de calcinha e de sutiã.
- Vai com calma, quero saborear esse momento.
- E eu quero saborear você. - você diz se aproximando dele e o puxando pela gola da camiseta, de forma com que ele caia sobre você.
- Apressadinha.
Então você tira a camiseta dele e desce seus dedos para a calça, para os botões. Ajudando-o a tirar sua calça. Ele está usando uma Boxer branca cheia de desenhos do… Pac Man? Você para e o fita.
- Essa cueca…
- Quer brincar de Pac Man? Você tem que correr e eu tenho que te comer.
- No momento eu quero que você use isso. - você diz apontando para o açoite que está nas mãos dele. - Apenas isso. E depois a gente pensa em brincar de Pac Man. - você termina o encarando, profundamente.
Ele volta a te beijar e acerta com o açoite na cama, você o encara novamente e então da uma leve mordida no lábio inferior dele.
Ele a vira de bruços, a deixando de quatro sobre a cama.
- Onde você quer que eu acerte? – ele diz olhando para sua bunda. – Aqui? – ele pergunta a acertando com açoite, de leve, fazendo com que as tiras dele deslizem sobre sua bunda. – Ou aqui? – então ele acerta com o açoite no lado de sua coxa esquerda.
Você geme, e tenta se mexer. Ele te agarra e te vira de costas pra cama, a fazendo deitar. Ele tira sua calcinha e seu sutiã em uma ação rápida e se levanta mais rápido ainda.
Em seguida ele passa o açoite sobre seu corpo, primeiro nos braços, depois nos seios, você se arrepia, então ele vai descendo com o açoite até chegar no seu sexo. As fitas roçando suas partes, você gemendo sobre o toque do açoite.
Ele ainda está de pé, uma perna de cada lado do se corpo, esfregando aquele açoite em você, a fazendo enlouquecer. Com uma força pequena ele acerta o açoite em seu clitóris, e a sensação a fazer gemer alto, você se contorce, arqueando as costas. Ele acerta mais uma vez e outra, as fitas batendo em seu sexo, dando leves estalos, então ele move o açoite até seus seios novamente, acertando seus mamilos de leve. Você agarra uma das fitas do açoite e o puxa, fazendo com que ele caia em cima de você de novo.
- Chega de tortura, me fode logo. – você diz e em seguida o beija.
Ele passa as mãos pelos seus seios, agarrando seus mamilos e os apertando de leve. Você geme, mais alto dessa vez.
- Harry, caralho, anda logo porra.
- Calma, calma.
- Se você fizer eu gozar assim, eu dou na sua cara…
Ele a encara de novo, desliza os dedos até seu sexo e enfia dois dedos em você.
- Puta que pariu Harry!
Ele move rapidamente os dedos dentro de você, movimentos fortes, a fazendo arquear ainda mais as costas.
- Harry…
Você arranha as costas dele, forte e rápido. Ele geme entre seus lábios e você agarra seus cabelos.
- Não me obrigue a usar esse açoite de novo. Pois da próxima vez vai ser diferente.
Ele te encara e morde o lábio inferior. Depois tira os dedos de você, tira a cueca, coloca rapidamente uma camisinha que tirou do bolso da calça, e mete em você com tudo.
- Porra… Ah. – você geme.
Ele aperta mais seus corpos e continua metendo em você. Ele é selvagem e bruto, dando estocadas fortes, a fazendo gemer alto.
- Harry… – você geme o nome dele e ele entra mais fundo em você.
- Calma, estamos quase lá baby…
- Harry… – mais uma vez você geme o nome dele.
Ele te aperta mais e mete mais fundo.
- Isso… mete mais porra. – você arranha as costas dele de novo e depois sobe para os cabelos.
- Goze para mim vai, anda goze baby. – ele mete com mias força.
- Harry… – você geme o nome dele uma ultima vez e então explode, o gozo vindo com tudo.
- Porra, isso, é disso que eu to falando… – ele morde seu lábio inferior.
Então ele goza dentro de você.
Ele deixa o corpo cair sobre o seu. Deixa todo o seu peso contra seu corpo, e a sensação é maravilhosa.
- Harry, você ainda ta dentro de mim, pode sair agora, ou eu vou obrigá-lo a me foder de novo.
- Eu adoraria. Mas antes preciso recuperar minha energia. – então ele sai de dentro de você e se joga ao seu lado.
Você se vira para ele, o encarando.
- Agora eu sei porque suas vadias gostavam tanto de você. Da sua trepada sacana.
- Dá próxima vez podemos usar algemas, e eu posso te amordaçar.
- Harry, isso sim é coisa de vadia.
- Não tem problema se você for a “minha” vadia.
- Hey, seu ladrão de falas.
- Sua ladra de orgasmos.
Você gargalha.
- Idem.
- Preciso te roubar mais um orgasmo e então ficaremos kits.
- Ué, você não precisava se recompor?
- Não mais. – diz ele pulando para cima de você. – Ta sentindo?
- O que? – você pergunta.
- O efeito que você causa nele. – ele aperta seus corpos e você sente a ereção dele crescendo sobre você.
- Eu amo quando ele está em ação. – você agarra o pau dele e começa a mover as mãos.
- Nada disso… – diz ele segurando sua mão. – Mesmo você tendo mãos muito habilidosas. Agora eu quero foder a sua boca.
- Eu ficaria lisonjeada.
Então ele a levanta, fazendo você ficar de joelhos e ele de pé sobre a cama. Você segura o pau dele fortemente.
Você o abocanha e começa a chupá-lo com força. Ele revira os olhos de prazer e você o engole mais, e mais, o fazendo jogar a cabeça para trás e gemer.
Você lambe a pontinha e o enfia na boca de novo.
- Para, para. – ele tira mais uma camisinha de dentro do bolso da calça, e a coloca rapidamente.
- Quero te foder de quatro.
Você rapidamente fica de quatro na cama.
- Não, não. Quero que seja no chão.
Você se levanta, vai até o chão e fica de quatro. Ele se ajoelha atrás de você e mete em você de novo, mais forte dessa vez. Ele se move dentro de você rapidamente. Você não aguenta mais, o seu corpo implora por descanso, mas sua mente foca na trepada de vocês.
- Harry… – você geme o nome dele de novo.
- De novo.
- O que?
- Geme meu nome de novo… – ele agarra seus cabelos e continua metendo em você.
- Harry… – você o obedece, gemendo o nome dele.
Então você goza de novo e ele em seguida, dois orgasmos em menos de 1 hora. Excitante. Vocês dois caem sobre o chão. Ele apóia a cabeça em seu peito e fecha os olhos. Você acaricia os cabelos dele.
- Eu quero de novo. – você diz ainda acariciando os cachos dele.
- Meu Deus… Você é insaciável. E eu… Eu preciso descansar.
- Seu frouxa! – você o desafia,
- Não diga isso, o próximo lugar que eu quero te comer é no seu closet. E eu vou usar um chicote…
- Perfeito. Vamos marcar um dia desses.
- Amanhã se você quiser.
- Eu queria hoje, mas você é um frouxa…
- E você é vadia. – ele ri. – A minha vadia, doente por sexo.
- Trepada sacana! – você o corrige.
- Trepada sacana, como quiser…
- Pode ser amanhã então, no meu closet.
- Fechado. – ele levanta a cabeça e lhe dá um beijo, depois volta a deitar a cabeça em seu peito, e ali vocês ficam por um tempo, até se vestirem e sua mãe chega em casa. Depois ele vai embora e a noite você espera ansiosamente pelo dia seguinte, inclusive fica admirando seu closet. “É, amanhã será um grande dia”, você pensa cheia de tesão, e em seguida pega no sono e dorme.
OBS.: Pra quem não sabe, ”Au Revoir” significa “Adeus” em Frances ;)

11 comentários:

  1. Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem forte A M E I ficou um máximo

    ResponderExcluir
  2. aff, não gosto de imagine assim não, eu gosto de uma coisa mais fofinha, Imagines eu eles se amem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, esse é muito bom, mas é muito pesado... Da próxima vez faz uma coisa mais fofinha e com uma introdução melhor...

      Excluir
    2. Bem lá no começo já estava escrito "hot" e vcs lerem pq quiseram pq ja tava avisando!

      Excluir
  3. Parem de ser tao puritanas sen cutem hot pq leram??? Ta perfeito.



    ResponderExcluir
  4. Pqp so de ler ja.fiquei toda molhada

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkkk mt bom msm u.u ri demais na parte dos conselhos e enquanto ele convense ela kkkkkkkkkk esse é com certeza um dos melhores que eu já li, acho que quem não curte esse tipo tem que ficar na moita mesmo! u.u Bom msm garota, ta perfeito! *Júlia (@li4mparadise)Segue lá e avisa que eu sigo de volta, beijo

    ResponderExcluir
  6. Nssa vc escreve muito bem , meu Deus , eu ri muito com as conversas , ta perfeito , vc escreve muito bem msm , parabéns .

    ResponderExcluir
  7. Nssa vc escreve muito bem , meu Deus , eu ri muito com as conversas , ta perfeito , vc escreve muito bem msm , parabéns .

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥