Imagine Niall



Você conhecia os meninos fazia um tempo, eram melhores amigos, como você sempre imaginou. Desde que era directioner, sem ao menos conhecê-los, tinha um carinho especial pelo Niall, mas ele não sabia disso. Você fazia o tipo que não encanava com nada, estava sempre de bem com a vida e de bom humor.
Em um certo dia chuvoso vocês decidiram que iriam jogar verdade ou consequência. Sempre que vocês jogavam esse jogo dava merda, mas vocês não aprendiam. Então estavam todos lá jogando, quase não tinha caído nada para você, até ai beleza. Mas vocês tinham um acordo, toda vez que pedisse verdade, a próxima seria consequência. E caiu do Zayn falar para você:
– Bom, já que é consequência – deu um sorriso malicioso, isso não era bom! Ele sabia que você gostava do Niall, – você terá que seduzir o Niall! – Na mesma hora você ficou paralisada. Será que você conseguiria? Não se achava tão bonita assim ou sedutora. Você olhou para ele e viu que ele estava tão assustado quanto você, mas não parecia ter desgostado da ideia. Você deu um suspiro e disse:
– OK! Vem Niall, senta aqui – e apontou para o sofá. Sentou com uma perna de cada lado dele e sussurrou um “desculpa”. Por mais que estivesse com medo, essa era uma maneira ótima de fazer com que ele te visse com outros olhos. Afinal, ele te via como uma amiga, apenas uma amiga, e já tinha deixado isso bem claro. Mas você queria mais, muito mais. Por isso não ia desperdiçar essa chance.
Ele parecia nervoso, tremia um pouco, e isso fez você rir por dentro. Você começou dando beijinhos na bochecha dele, foi indo em direção a orelha e o mordeu de leve. Foi voltando e fez o mesmo do outro lado. Ele tentou te abraçar, mas Zayn foi mais rápido:

– Opa, opa, opa. Sem agarrar! Ela tem que fazer o serviço. – Deu um riso fraco. Continuou fazendo o que estava fazendo. Durante tudo isso percebeu que o nervosismo dele foi desaparecendo e no lugar ficou algo como o prazer. Chegou ao queixo dele e foi subindo, suas respirações já se confundiam e você tinha uma vontade louca de beija-lo. Mas quem ficaria louco seria ele.
– Chega! – e saiu de cima dele. Ele jogou a cabeça para trás com um sorriso no rosto e pode ouvir os outros gritando um “UH!!”. Aquilo foi engraçado, você começou a rir.
O resto do jogo não foi nada comparado a isso. Toda hora você olhava para ele, e muitas vezes, seus olhares se encontraram fazendo com que os dois sorrissem.
Já era noite e estavam todos dormindo, menos você. Estava animada demais, feliz demais, para pegar no sono. Mas já era tarde e você precisava dormir, resolveu ir tomar um copo de água para relaxar. Abriu a geladeira e ficou procurando a garrafa d’água, eles nunca colocavam no mesmo lugar! Quando fechou a geladeira viu que tinha alguém encostado na porta e deu um pulo.
– Que susto, criatura! Quase morri do coração.
– Percebi! – e deu aquela gargalhada escandalosa que só ele dava e que fazia seu coração disparar. Niall pegou a garrafa da sua mão e encheu um copo para ele também.
– Então ta bom! Boa noite! - e colocou seu copo na pia. Ficou meio desapontada por ele não ter falado nada sobre hoje mais cedo. Será que não tinha significado nada? Mas uma mão te segurou pelo braço antes que você saísse.
– Espera! Tenho uma coisa para te falar. Não sei bem como, mas eu preciso falar.
– Pode falar!
– É que hoje mais cedo, – você não acreditava que ele estava falando isso. Quer dizer que significou alguma coisa. Mas e se foi alguma coisa ruim? – Você... Eu... Er... – ele começou a gaguejar. Que bonitinho!
– Fica calmo ta bom! Eu não vou fugir, ou morder, ou fazer alguma coisa assim. – ele riu – esse é o Niall que eu conheço!
– Tá legal! – soltou um ar pesado, ele suava e pode ver que as mãos dele tremiam. – A verdade é que eu sempre te vi como uma amiga, uma grande amiga, a melhor que já tive. – pronto! Seus sonhos foram por água a baixo. Você abaixou a cabeça e pode sentir uma lágrima se formando no canto do olho. – Mas hoje mais cedo, no jogo, eu te vi diferente. Vi uma menina muito diferente do que estou acostumado. Uma menina com atitude, que sabe impor o que quer; vi uma mulher. A mulher mais moleca que conheço, e também a mais linda. A mais cheirosa, a mais amiga, a mais carinhosa, a mais perfeita. – ouvindo tudo isso suas lágrimas já não eram mais de tristeza, eram de alegria, emoção e alívio. – Por favor não chora! Detesto ver alguém chorando, muito mais uma garota. Uma garota que podia ser minha – essa ultima parte ele falou baixo, como um sussurro, quase sem som.
– Como é? – você tinha escutado, mas queria que ele falasse de novo, gostava de provocar.
– Ah... nada. Só repeti o que tinha falado. – mentiu
– Ah tá! – se fez de desentendida. Um sorriso enorme se estampava no seu rosto.Você foi chegando mais perto – Sabe Niall, eu não terminei aquilo de hoje mais cedo – mordeu o canto do lábio e sorriu. Ele te olhou malicioso e falou:
– Ah não, é? – foi envolvendo seus braços na sua cintura.
– Não!
– E você quer terminar?
– É o que eu mais quero na minha vida! – seus lábios se encostaram, era um beijo calmo e envolvente, poderia ficar a noite toda ali. Mas o ar acabou e você partiu o beijo. Ficaram ali se encarando por alguns instantes. Os olhos dele brilhavam, como nunca antes, e os seus também. Nunca tinha sentido algo parecido com isso antes. – Tenho que ir. Amanhã eu tenho aula e preciso estar inteira para o primeiro tempo. – disse saindo dos seus braços, por mais que soubesse que não ia dormir tão cedo.
– Ei! Não ganho nem um beijo de boa noite? – você sorriu e voltou para lhe dar um selinho, mas ele te segurou e te deu outro beijo. Você, claro, não recusou. Esse foi mais quente, mais intenso. Mas você realmente precisava ir, já tinha faltado muito e a aula de amanha era importante. Você partiu o beijo de novo. Ele te olhou, mexeu no seu cabelo e disse – Eu encontrei a minha princesa. – você sorriu, o sorriso mais sincero de toda a sua vida.
– Eu encontrei o meu príncipe. – ele também sorriu, te deu um beijo rápido e te soltou. Quando já estava ao pé da escada ele te chama e pergunta:
– Como você faz isso? – você fica sem entender e faz uma careta. Ele ri e explica – Como faz isso? Como consegue me deixar louco correndo atrás de você? Como se eu precisasse disso para viver? – você da uma risada e responde:
– Uma mulher precisa ter seus segredos. – e sobe correndo as escadas deixando-o para trás. Foi uma noite mágica, um dia mágico. Sua vida nunca mais foi a mesma!

2 comentários:

  1. Que lindo ver o meu Imagine no seu Blog! *--* Aproposito, adorei aqui! Vou fazer mais visitas! Malikisses ;*

    ResponderExcluir
  2. aaaii que liamdo contianua pq esta PER-FECT

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥