Imagine Hot Harry



FLASHBACK ON
Harry resolveu fazer uma festa, já estava no final e já dava pra encontrar pessoas bêbadas largadas no sofá e até mesmo se pegando pelos cantos. Harry não estava diferente, estava bêbado, mas tinha noção do que fazia. Falando em Harry eu não o avistava há um tempo e as pessoas no local dificultavam o ato. Resolvi procurá-lo pela casa, mas não achei. Fui nos quartos e nada. Andando pela área da piscina avistei ele conversando com uma garota loira (vadia), magra e quase da altura dele que estava com um “micro-vestido” e um salto nada chamativo. Eles conversavam, trocavam risadas. Ta poderia ser só uma simples conversa, mas eu conheço muito bem o namorado que tenho, principalmente quando a bebida está envolvida. Continuei parada olhando e via cada vez mais ela se aproximar dele e ele não fazia nada. Eu assistia aquilo incrédula, não fiz nada, porque queria ver o que ia acontecer. O bocó continuava parado rindo. Meu sangue ferveu quando vi ela chegar perto da orelha dele e sussurrou algo que fez ele sorrir de lado .
- (Seu Nome) estava te procurando e …- minha amiga parou de falar quando viu pra onde eu olhava . Virei para trás e ela me olhou com pena e com raiva nos olhos pro Harry - Vai ficar ai parada? Não vai fazer nada? - Ela perguntou.

 - Não, quero ver até onde isso vai!
- Ah para (Seu Nome), você vai acabar vendo algo que não gostaria de ver .
- Por isso mesmo - Voltei a olhar pra frente e os dois continuavam conversando, incrível como ele esqueceu da minha existência naquela festa.
 - Vai logo lá.
- NÃO - Gritei e quando percebi já tinha chamado a atenção deles dois, dei um olhar mortal pro Harry e balancei a cabeça, meu olhos marejavam. Entrei novamente na festa, passei por todas aquelas pessoas, indo em direção a porta da frente. Passava tantas coisas na minha cabeça, será que ele teria coragem de me trair? Talvez, nunca conhecemos o suficiente uma pessoa. Logo já estava na rua e percebi que ele vinha atrás de mim, já estava me alcançando. Ele me puxou pelo braço, fazendo-me virar de frente pra ele .
- Ei (Seu Nome) me espera, não é o que você ta pensando!
- Ah sério Harry? Sério que você acha que eu vou acreditar nessa desculpa idiota?
 - Acreditar em que? Eu não estava fazendo nada de mais, só estava conversando.
 - Ata que alívio você só estava conversando - dei uma risada irônica -  afastados de todos, me deixou na festa sozinha lá dentro, mas só era uma simples conversa. Harry por favor né, eu vi o que estava acontecendo, não me faça de idiota. Ela sussurrava e você dava seus sorrisinhos - Eu falava tudo muito rápido.
 - Claro que não, você acha realmente que eu iria ficar com ela? - Ele me olhava incrédulo.
 - Então Harry me dê um motivo pra acreditar que não seja isso - Ele bufou e passou as mãos pelos cabelos.
 - Eu conheço ela, mas nos afastamos. O Nick conhece ela, então ela veio junto. Ela quis falar comigo, ela estava querendo ficar comigo, mas eu não. Eu sei que isso não justifica nada, mas você tem acreditar em mim. -Ele olhou nos meu olhos, eu não sabia se acreditava ou não nele.
 - Harry eu vou pra casa, preciso pensar, depois a gente conversa - Limpei meu rosto que estava molhado devido a algumas lágrimas.
 - Eu te levo - ele disse baixo.
 - Não precis…
 - Por favor - Ele pediu, bufei e entrei no carro. Fomos o caminho todo em silêncio, quando vi já estávamos parados em frente a minha casa.
 - Obrigada - Disse fria já abrindo a porta.
 - (Seu Nome)?
 - Que ? - voltei meu corpo .
- Eu te amo - sorri de lado, mas não respondi. Desci do carro e entrei em casa.

FLASHBACK OFF

Fazia uma semana que tínhamos tido esse desentendimento, não nos vemos essa semana. Ontem conversamos pelo telefone e hoje iriamos nos encontrar na festa do Josh.

Já estava na porta do local, a música alta ecoava pelo quarteirão. Entrei, cumprimentei algumas pessoas e logo avistei Harry. Nossos olhares se encontraram e ele vinha na minha direção como se não quisesse nada, vi um sorriso brincar em seus lábios.
 - Oi - Ele sorriu e me olhou da cabeça aos pés .
- Oi - sorri de volta.
 - Você está linda.
 - Obrigada .
- E ai ? - Sabia do que ele estava falando .
- Depois a gente conversa, vou beber e curtir um pouco da festa - Sorri e fui andando em direção ao bar e ele me acompanhava . Ele estava lindo, ainda mais com aquele copo de whisky que deixava ele ainda mais sexy do que já era. Conversamos pouco e logo chegaram alguns amigos. Todos conversavam animadamente, e nós trocávamos olhares discretos de vez em quando. Uma música começava a tocar e minha amiga me chamou pra dançar. Dançava sensualmente, ou pelo menos tentava e senti os olhos de Harry em meu corpo. A música acabou e voltei pra onde estava. Acho que já estava na hora de falar com ele, mas antes bebi três copos de whisky, para ter coragem do que eu estava pensando em fazer desde de hoje de manhã.
 - Harry, vamos?
 - Sim - Nos despedimos e fomos para o estacionamento.
 - E ai, vai ficar tudo bem entre a gente? - Ele perguntou.
 - Claro Harry. Eu te amo, mas faça com que eu não me arrependa disso.
 - E não vai - Ele sorriu .
- Dorme lá em casa hoje? - Pedi.
 - Claro - Ele me beijou. Entramos no carro e pegamos o caminho da minha casa. Durante o caminho, Harry colocou a mão em minha perna descoberta e ia subindo devagar. Aquilo me deixava com mais vontade do que já estava de botar meu plano em prática, era mais fantasia do que plano. Harry parou o carro em frente a minha casa e abriu a porta, veio pro meu lado e abriu a porta pra mim, sorri. Peguei a chave e abri a porta. Já ia subir, mas Harry me puxou pela cintura e grudou nossos lábios, e começamos um beijo urgente, suas mão passeavam pelo corpo.
 - Vamos lá pra cima - Falei e puxei ele pela mão. Chegamos no quarto e já começávamos um outro beijo. Tirei sua jaqueta e sua blusa, ele tratava de tirar seu sapatos, também tirei os meus. Se não fosse pela falta de oxigênio não teríamos parado o beijo, mas ficamos sem ar, então sua boca foi em direção ao meu pescoço onde depositou beijos e chupões. Nossas bocas se tocaram novamente e o beijo tomava mais intensidade. Suas mão subiam por minhas pernas, que faziam meu vestido subir junto, logo o mesmo já estava no chão. Estava sem sutiã e só com uma calcinha de renda preta, Harry parou o beijo para ‘apreciar’ meus seios, sua enorme mão tratou logo de agarrar um, enquanto sua boca envolvia o outro. Um gemido baixo escapou pela minha boca quando senti sua língua quente em contato com meu mamilo enrijecido. Se ele continuasse com aquele contato eu estaria entregue a ele, e esqueceria que hoje eu estaria no comando. Então puxei ele pelo cabelo e voltamos a nos beijar. Sentia já o volume em sua calça tocando minha intimidade, isso me deixava mais excitada. Enquanto nos beijávamos “desesperadamente” fui empurrando ele pra trás até cair na cama, pedi ele para que se encostasse na cabeceira da cama. Quando ele encostou montei nele e comecei a beija-lo. Sem que ele notasse, abri a gaveta de uma mesinha que ficava do lado da cama e retirei de lá um par de algemas. Prendi o braço dele na cama, e logo o beijo foi quebrado e ele olhou surpreso pra mim, logo um sorriso pervertido apareceu em seus lábios .
- O que você ta pensando em fazer?
 - Nada de mais, só que hoje eu estarei no comando. Acho que o Harry não foi um bom garoto semana passada - Dei um sorriso nada maldoso. Harry sorriu junto. Então comecei a beijar seu pescoço e fui descendo. Beijei sua barriga e dei leves mordidas na região. Quando chegou embaixo do umbigo eu parei e comecei a desabotoar sua calça e a tirei, levando juntos sua boxer preta. Ele estava ali. Nu. Entregue pra mim. Eu estava no meio de suas pernas. Fiquei parada olhando pra ele, aquela visão era melhor do que qualquer escultura que existisse no mundo - Você é tão lindo - disse com os olhos cheio de luxúria. Ele continuava quieto sem pronunciar uma palavra - Harry só em te olhar já me excita - Disse começando a alisar suas coxas. Ele apertou os olhos - Olhar pra você tão entregue a mim. Eu posso fazer o que eu quiser com você hoje - Envolvi seu membro que já estava ereto, com as mãos. Um gemido baixo escapou por seu lábios, o que me fez continuar com os movimentos. Comecei a masturbá-lo, ele apertava mais os olhos. Enquanto uma mão segurava seu pênis a outra apertava suas coxas.
 - Não… Pare. Não pare por favor - Ele pediu com a voz rouca. Envolvi minha boca em seu membro, passei minha língua por toda extensão e parei na glande, fazendo mais pressão. Um gemido mais alto escapou por sua boca. Vi que ele estava quase chegando ao seu ponto máximo, então parei com os movimentos, recebendo um grunhido de reprovação. Abri a gaveta pegando um preservativo, abri a pequena embalagem e coloquei. Tirei minha calcinha e vi Harry me olhando com atenção. Devagar, montei nele, senti cada parte de seu membro me invadindo. Fiquei parada em cima dele, torturando-o. Arranhei sua barriga e comecei com os movimento bem lentos. Seu olhar era suplicante, pedia pra que eu o soltasse e deixasse que ele acabasse com aquilo, mas ainda não tinha acabado. Comecei a ir com mais rapidez, eu rebolava e ele gemia, e mordia meus lábios contendo um grito. Eu parei com meus movimentos para pegar a chave das algemas. Já estava cansada. O soltei e ele veio pra cima de mim. Me virou fazendo-me ficar por baixo. Ele se encaixou entre minhas pernas e enfiou sem aviso prévio, seu pênis em minha vagina. Seus movimentos eram rápidos. Sua boca se chocou com o meu pescoço e deu umas mordidas, sua respiração contra meu pescoço fazia meu corpo se arrepiar. Ele ficou de joelhos na cama e colocou minhas pernas em seu ombro e começou com estocadas. Eu apertava os lençóis e ele jogava a cabeça para trás. Nós já estávamos quase chegando lá. Então ele começou a ir devagar.
 - Harry - protestei .
- Isso (Seu Nome). Fala meu nome.
 - Harry… Harry mais rápido - Eu gemia. Os movimentos de vai e vem ficaram mais rápidos. Nosso gemidos eram mais altos. Cheguei ao clímax antes dele, me contorci na cama e ele investiu mais quatro vezes pra chegar também. Senti ele explodindo dentro de mim. Suor escorriam em nossos corpos. Ele arfou e caiu do meu lado na cama. Os lençóis estavam revirados. Não conseguimos falar nada, estávamos exaustos. Deitei minha cabeça em seu peito. Sua respiração estava pesada tanto quanto a minha.
 - Você me cansou hoje - Ele quebrou o silêncio .
- Isso não é nada do que ainda penso em fazer com você, Harry. - Sorri maliciosa e ele me acompanhou .
- Vou tomar um banho - Ele se levantou .
- Quer companhia? - Falei quando ele estava em frente a porta.
 - Vem - Ele sorriu. E mais uma vez eu iria deixá-lo cansado.

8 comentários:

  1. Nossa gostei muito hot msm heim .......

    ResponderExcluir
  2. Seria maravilhoso se tivesse continuação!! Ei exitei.

    ResponderExcluir
  3. Faz um imagine 1D Hot com gifs !! Ficaria melhor, mas adorei esse tb.

    ResponderExcluir
  4. Ual fiquei exitada de verdarde. da pra ter continuação por favor e bem hot
    Ass:Iasmin

    ResponderExcluir
  5. nossa ficou perfeito hot muito hot,amei

    ResponderExcluir
  6. Hot, hot, hot, hot amei adorei mi essitei

    ResponderExcluir
  7. hot de mais gostei ops amei

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥