Imagine Hot Louis


www
 Oi, meu nome é [S/N] e eu sou apaixonada por um homem, ele é um pouco mais velho do que eu, mas não tanto assim. Ele é medico, já tivemos um caso um tempo atrás, mas parece que ele se esqueceu disso, quando soube que ele avia aberto um consultório perto da minha casa eu fiz questão de ir me consultar com ele pelo menos uma vez por semana, nossa cidade é bem pequena e por incrível que pareça há muitos médicos por aqui, mas ele é especial.
-Senhorita [seu sobrenome], pode entrar. –disse Lessie, a secretaria dele, ela era uma velinha muito simpática, meio surda e cega, e com uma memória horrível, pois nunca lembrava de mim mesmo eu estando ali todas as semanas.
-Você aqui de novo [S/N]? –ele perguntou, ah o nome dele é Louis Tomlinson.
-Sim… acho que estou com um problema no coração. –eu disse fazendo drama. Ele riu.
-Acho que você deve ter um problema é na cabeça, pra perder seu tempo vindo aqui toda vez que sente alguma coisa. –ele disse rindo. –Venha, sente na maca.
Fiz o que ele mandou e logo ele estava me examinando, eu adorava aquelas mãos dele, sempre pensei que elas poderiam fazer um estrago.
-Mais pra esquerda doutor. –eu disse e ele colocou a mão um pouco mais para a esquerda. –Agora um pouco mais para baixo. –eu disse soltando um sorriso malicioso quando ele colocou a mão em meu seio esquerdo. –Aí mesmo…
-Ah pelo amor de Deus [S/N]. –ele disse tirando a mão dali quando percebeu o que eu havia feito.
-Pare de graça! Eu posso mesmo ter um problema! –eu disse seria e ele voltou a ficar em frente a mim.
-Ok… pode levantar um pouco a blusa? –ele perguntou virando de costas pra mim para pegar alguma coisa, aproveitei e tirei a camisa e o sutiã. Quando ele virou e me viu sem nada na parte de cima corou e virou o rosto. –Caramba [S/N]! Coloque logo a roupa! –ele disse desesperado enquanto eu ria.
-Ah pare… parece que nunca viu isso antes. –eu disse provocando.
-Eu pedi pra colocar a roupa… por favor. –ele disse de costas e tapando os olhos, uma mão estava estendida pra mim, gesticulando para eu colocar a roupa, joguei minha camiseta longe e coloquei o sutiã na mão dele.
-Oops… –eu disse rindo e ele segurou o sutiã nas mãos e ficou olhando pro mesmo. –Acho que você vai ter que por em mim, não me importo de andar por aí assim. –eu disse dando de ombros. Eu queria muito esse medico lindo.
-Você me tira do serio. –ele disse se virando pra mim e me encarando. –Não sei porque perde seu tempo vindo aqui, você é jovem, bonita, com tempo livre pelo que vejo. –ele disse me entregando o sutiã.
-Você não é tão mais velho do que eu. –eu disse olhando nos olhos dele.
-Eu sei… –ele disse olhando para baixo. –Se vista logo, você não tem nada. –ele disse e ia se virar quando o segurei pelo braço.
-Eu tenho sim… –disse e ele se virou pra mim, seus olhos indo para meu peito.
-[S/N] isso não é certo. –ele disse entendendo do que eu estava falando.
-Mas também não é errado. –eu disse o beijando. Ele resistiu um pouco, mas depois retribuiu o beijo de uma forma que eu não esperava, cheia de desejo e luxuria. Ele me colocou sentada novamente na maca e desceu os beijos para o meu pescoço.
Depois se lembrou da porta e a trancou.
-Vou perder meu horário de almoço por isso. –ele disse vindo na minha direção.
-Vou fazer valer a pena, você vai ver. –eu disse dando um sorriso malicioso.
Ele voltou para perto de mim com um olhar malicioso, finalmente ele estava se entregando, sabia que ele se sentia do mesmo jeito que eu. Eu precisava dele, aqui e agora. Desci da maca e fiquei em frente a ele, ele me beijou novamente, passando a mão pelo meu corpo, eu estava adorando isso, meu corpo de arrepiava com os toques dele, isso era muito bom. Tirei sua camiseta apreciando seu belo abdômen passando a mão por ali, e depois tirei sua calça o deixando apenas de boxer preta, já podia ver um pequeno volume ali, isso poderia melhorar, então coloquei minhas mãos para trabalharem no local, massageando o membro de Louis, o fazendo ficar mais volumoso e ereto com meu toque, eu estava adorando ver seu corpo correspondendo tão bem aos meus estímulos.
Ele me beijou de novo me voltando a sentar na maca, desceu os beijos pelo meu pescoço parando em meus seios, ele massageava forte meus seios, me fazendo suspirar alto, sua língua brincando de fazer círculos em meu mamilo, ele queria brincar comigo. Uma de suas mãos desceu para o meio de minhas pernas e abriu o zíper de minha calça e o botão, depois o ajudei a tira-la assim como a calcinha, e logo ele estava me estimulando, eu adorava isso, era muito bom, ele alternava os movimentos circulares em meu clitóris me deixando louca, eu gemia baixo, por causa da secretaria dele, mesmo sabendo que ela era um pouco surda.
Ele desceu beijos molhados por todo meu corpo até chegar em minha intimidade e logo senti sua língua entrando em contato com a minha pele sensível. Ele continuou com os movimentos circulares e logo senti dois dedos dele entrando em mim, ele dava chupadas enquanto estocava os dedos dentro de mim, isso era muito bom, estava me fazendo delirar, agarrei seus cabelos. Algum tempo assim e eu já estava sentindo aquela sensação boa, mas eu não sou nem um pouco tola de acreditar que ele me deixaria ter esse prazer. E como eu pensei, pouco antes de eu atingir meu clímax ele tirou os dedos e se levantou. Saí da maca e me ajoelhei diante dele, abaixei sua boxer e peguei seu membro em minha mão. Comecei a masturba-lo lentamente, ele provaria do mesmo veneno.
-Vai mais rápido com isso. –ele disse entre dentes, eu ri e continuei no mesmo movimento por um tempo, até que decidi aumentar a velocidade, senti suas pernas vacilarem quando fiz isso, ele estava quase no ponto. Mais um tempo e coloquei seu membro em minha boca, o chupando forte e fazendo movimentos de vai e vem na parte que ainda ficava de fora, ele era realmente grande, depois continuei masturbando ele e dei atenção a suas bolas, quando fiz isso ele quase soltou um grito dentro da sala, eu ri em seu membro, estava sentindo ele quase chegando lá, e como ele havia feito comigo, quando estava a ponto de explodir parei tudo o que estava fazendo. –Você é uma menina má. –ele disse me beijando. –Sabe o que eu faço com meninas más? –ele perguntou.
-Não… mas quero muito saber. –disse mordendo o lábio inferior.
Ele me jogou em cima da maca e se posicionou no meio das minhas pernas, pegou um pacotinho de preservativo em uma das gavetas e colocou em seu membro. E entrou em mim de uma só vez, suas estocadas eram fortes e rápidas, fazendo com que a maca fizesse um barulho ensurdecedor.
-Essa sua maca faz muito barulho. –eu disse e ele pensou um pouco, ainda dentro de mim.
-Tive uma ideia. –ele disse segurando-me pela cintura, me colocou em seu colo e se ajeitou novamente com seu membro dentro de mim, apoiei minhas pernas em sua cintura e ele me ajudou a subir e descer no colo dele, ele jogou a cabeça para trás com a nova sensação que a nossa posição nova nos dava, aquilo era realmente muito bom.
Quando ele se cansou um pouco me colocou no chão e saiu de mim, me empurrando para a parede, de costas para ele, abriu minhas pernas e se ajeitou entrando em mim novamente, aquilo estava me deixando maluca, ele segurou uma de minhas pernas para cima e estocava forte e rápido, ele mordia meu ombro tentando em vão abafar seus gemidos e depois falava palavras sujas em meu ouvido, eu adorava isso.
Novamente ele saiu de dentro de mim, dessa vez protestei, não queria mais mudar, estava ótimo daquele jeito.
-Quero poder olhar sua expressão quando chegar ao clímax. –ele disse olhando em meus olhos, ele tirou algumas coisas de cima de sua mesa e me colocou sentada sobre ela.
Me penetrando mais uma vez, lento dessa vez, eu queria bater nele por isso, ele aumentou o movimento aos poucos, quando alcançou uma velocidade rápida eu já estava quase lá, então ele começou a estimular ainda mais meu clitóris, eu tinha vontade e gritar de prazer, mas isso não seria possível, pelo menos não aqui. Ele tapou a minha boca com a sua mão livre quando notou que eu estava quase lá, mais umas estocadas e eu explodi, senti aquela sensação de formigamento tomar conta do meu corpo, e meu corpo ficou mole, soltei um grito abafado por sua mão e revirei os olhos, ele ainda não havia chegado lá, continuou entrando e saindo de mim, mais algumas estocadas e ele me acompanhou, pude senti-lo explodindo dentro da camisinha.
Ele deixou o corpo cair sob o meu cansado, suado e ofegante. Ele ainda estava dentro de mim quando levantou o rosto para me encarar. Ele abriu a boca para dizer alguma coisa, mas a fechou poucos segundos depois.
Depois da respiração voltar ao normal ele se levantou e saiu de dentro de mim tirando o preservativo e o jogando no lixo, depois pegou suas peças de roupa e as colocou de volta, jogando as minhas para que eu pudesse coloca-las.
-Essa consulta… sem duvida foi a melhor. –eu disse rindo depois que já estava devidamente vestida.
-É… –ele concordou comigo, eu sabia. –Mas da próxima vez que tiver essas intenções, que seja em outro lugar. –ele disse vindo até mim e me beijando, isso me surpreendeu.
-Pode deixar… vou pensar nisso. –eu disse sorrindo.
-Esteja pronta amanhã as 19:00. –ele disse arrumando a bagunça que havíamos feito em seu consultório.
-Por que? –eu perguntei me sentando em sua mesa.
-Vamos sair para jantar. –ele disse piscando para mim.
-Safadinho… vai querer fazer isso num restaurante? –eu perguntei rindo e ele gargalhou.
-Não, vamos apenas comer no restaurante, se quiser isso podemos fazer em meu apartamento. –ele disse sorrindo malicioso.
-Mal posso esperar. –eu disse sorrindo e saindo da sala dele.

5 comentários:

  1. Postaaa maaaaaaaaaais

    ResponderExcluir
  2. Posta maaaais janaaa, e aproveita e já posta 'Don't Let Me Go' também hauhauhau

    ResponderExcluir
  3. que puta hauheuehuehua ficou ótimo jana :D

    ResponderExcluir
  4. :o nossa d+ adorei continua!! muito bom :D

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥