Me prometa ... - Part 1.


"Eu me lembro de seus pés descalços pelo corredor. Lembro-me de sua risada delicada."

Eu não sei mais meu rumo, eu não entendo mais nada. Por quê ? Justo comigo tudo tem que acontecer. Eu as vezes não entendo Harry, ele diz que me ama, mas sempre me desaponta.  Aqui estou eu no meu escritório tentando esquecer o que havia acontecido a três semanas. Você não deve estar entendendo nada, não é ? Bem eu me chama Seunome Filds, tenho 24 anos e sou co-editora chefe da revista SugarScape, sou ex-namorada de Harry Styles, ele é muito conhecido porque é agente de uma agência de modelos, todas as meninas morrem para entrar na Victória Secret's e por isso caem matando em cima dele, meu ex-namorado por quem eu ando sofrendo. Isso me estressa muito, mas ainda se fossem só as que querem ser modelos que fizessem isso tudo bem, mas agora aquelas modelos também, ai é demais para o meu coração ciumento. Vou te contar mais especificamente o que aconteceu.

Coloque para tocar (www)

FlashBack On.

Eu havia saido de viajem para a Austrália á uns dias, mas não foi a passeio e sim a trabalho.  E quando eu chego em casa o que encontro, uma anarquia.Estava uma bagunça que só, roupas do Harry jogadas para todos os lados, sapatos, vasilhas de comida, sacos de salgadinho, copos, latas de refrigerante e garrafas de cerveja. Eu fiquei com muita raiva, ele deve achar que eu sou algum tipo de empregada dele, porque só pode. Ele descia as escadas correndo até que me viu.

Harry: Meu amor, que bom que está de volta.
Seunome: Que bagunça é essa Harold ?
Harry: Não tinha ninguém para arrumar sabe, as empregadas estão de férias. Deixa ai, depois você arruma.
Seunome: Perai, você tá achando que eu sou sua empregada ?
Harry: Claro que não, só que alguém tem que arrumar. Você é mulher, esse é o seu dever.
Seunome: EU NÃO SOU SUA EMPREGADA TÁ OUVINDO ? DÁ UM JEITO NISSO.
Harry: Não grita comigo -pegou forte no meu braço- Eu não tenho culpa se você quis sair de viajem, arruma tudo sim porque eu tenho mais o que fazer. Afinal mulheres tem que fazer serviço, eu não vou fazer só porque você mandou.
Seunome: Me solta, você está me machucando -eu disse com os olhos cheios de lágrimas- Eu não aguento mais você e essas sua manias idiotas, você acha que manda em mim. Eu não sou como as suas vadias de luxo Styles -ele me jogou com força no sofá-
Harry: Eu não tenho vadias nenhuma, não mais. Eu larguei tudo por você. Quem não aguenta mais sou eu Seunome, você larga tudo em nome dessa sua carreira. Eu sou homem, tenho minhas necessidades preciso de uma mulher ao meu lado.
Seunome: Eu acho melhor acabar por aqui Harry.
Harry: Você está terminando comigo ?
Seunome: O caminho que eu estou trilhando, eu devo ir sozinha. Eu tenho que dar pequenos passos até estar amadurecida. Contos de fada nem sempre têm finais felizes, não é? E eu prevejo a escuridão à frente se eu ficar.
Harry: Eu não posso acreditar.Eu não te entendo.
Seunome: Isso não tem nada a ver com você. Isso e pessoal, eu mesma e eu. Nós temos que ajeitar algumas coisas. E eu sentirei sua falta. Como uma criança sente a falta do seu cobertor. Mas eu tenho que seguir em frente com a minha vida. Chegou a hora de ser uma garota crescida
E as garotas crescidas não choram.
Harry: Sai da minha casa, sai da minha vida. Pelo amor de Deus, não apareça mais aqui. -ele disse com lágrimas nos olhos-  Eu te amo, mas não suporto isso. Faça suas malas.

FlashBack Off.

Eu terminei com ele sim. Eu já não aguentava mais o ciúmes, tudo que passou na minha cabeça aquele dia foi que ele havia levado vadias para casa onde vivíamos. Eu sentia que precisava me focar em minha carreira, cada dia mais. Ele não ajudava em nada, queria que eu ficasse com ele a todo momento, que não viajasse e não trabalha-se em casa, mas eu precisava e ele não entendia. Se cheguei onde cheguei não foi fácil. chegou a hora de eu ir pra casa. Está ficando tarde, está
escuro lá fora. Eu preciso ficar sozinha concentrada, lúcida. Em paz, serena.
Eu peguei meu carro e fui em direção ao meu apartamento. Passei em frente a casa de Harry e de repente me deu uma vontade de entrar e o abraçar, mas eu não posso mais. Seguimos rumos diferentes. Vi ele saindo com malas e rindo, arranquei o carro disparada para que ele não me visse, depois ligaria para Jannete, a empregada da casa e perguntaria como anda tudo ali. Ela é minha amiga, vai me ajudar. Ela me conta tudo dele, por mais que ele não queira eu quero cuidar dele mesmo de longe. 

Cheguei em casa peguei meu celular e disquei o número de Jannete. Ele chamou algumas vezes até ela atender.

-Senhorita Filds, o que gostaria ?
-Me conte as novidades e não fale meu nome, ele pode ouvir.
-Não se preocupe, ele está indo para o aeroporto viajar por um longa temporada para a casa da Dona Anne.
-Por que?
-Ele quer te esquecer, mas tudo aqui lembra a senhorita.
-Ele ainda gosta de mim ?
-Ama, não sabe o quanto.Vai atrás dele menina. Eu sei que também gosta dele.
-Eu não sei se é certo.
-Anda logo antes que ele vá.
-Tchau Jan, te amo.

Nem esperei ela responder e sai correndo, peguei meu carro e dirigi o mais rápido que pude. Fui pelas ruas menos movimentadas e sabia que logo chegaria lá. Meu coração pulsava a mil, eu estou ficando louca. Não importa, eu quero ir atrás dele. Eu o amo muito para perde-lo, ele irá se apaixonar por outro alguém se eu o deixar ir.
Cheguei ao aeroporto, corria desesperada procurando por ele mais nada. Fui até uma recepcionista e perguntei do voo de Holmes Chapel.

-Ele está partindo senhora -ela mostrou a janela- .

Não pode ser, ele se foi. Olhei pela janela de vidro e vi o avião decolando. Ele se foi, era tarde. Eu o perdi, e dessa vez é pra sempre. Meu corpo caiu sobre meus joelhos e as lágrimas caiam a vontade. Ele deve estar no voo de volta para sua cidade natal. Preciso de algum abrigo para minha própria proteção. E eu sentirei sua falta. Como uma criança sente a falta do seu cobertor. Mas eu tenho que seguir em frente com a minha vida. Chegou a hora de ser uma garota crescida. E as garotas crescidas não choram. 

10 comentários:

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥