Everything Has Change - Capítulo 13


Harry's P.O.V

Sua respiração estava calma, o rosto sereno semelhante a alguém tendo um sonho agradável e a cicatriz em parte da sua barriga e outra na perna estavam visíveis através daqueles aventais de hospitais que usava. Minha visão estava embaçada devido as lágrimas, não sabia se eram de tristeza ou felicidade. Uma parte de mim comemorava internamente vendo o quadro de saúde dela bom e ter conseguido resgate a tempo dela estar viva. E minha outra parte, a mais íntima sentia que em atos eu era culpado, porém eu tentei avisá-la mas era tarde demais, contudo eu explicaria o contexto todo para ela e com muita sorte ela entenderia.

Os aparelhos a sua volta que marcava os batimentos estava estável até que Emily começa se movimentar lentamente tentando abrir os olhos. Me levantei da cadeira em que estava sentado o tempo todo e fui para o lado dela.
Emily's P.O.V.

- Añh? - pisquei repetidamente- Quem é você mesmo?
- Harry, Harry Styles. Seu namorado
Devo ter feito uma expressão de quem está se esforçando ao máximo para se lembrar, como se estivesse olhando nos cantinhos de sua mente.
- Harry Styles - repeti e na minha mente passou as lembranças de horas atrás, nossa discussão. Não lembrava exatamente, nem detalhes apenas minha última fala - Eu te odeio Harry. -repeti em voz alta
- O que? -Ele parecia estar confuso e logo uma expressão de tristeza tomou seu rosto e minha memória voltou a tona. - O que você disse?
- Eu disse que te odeio Harry. Eu nunca vou te perdoar seu babaca -disse gritando, exaltada- Sai daqui, saia!
Provavelmente os médicos escutaram a minha gritaria e logo apareceram tirando aquele ser indesejável de meu quarto no hospital, assim me deixando em paz. Ainda teria de ficar aqui nessa cama, nesse hospital por mais uma semana até eu me recuperar totalmente
Consegui ver ele passando pelo reflexo da janela em frente a cama em que eu estava e ele não estava nada bem. Chorava, estava péssimo, porém a forma com que ele me tratava a dias atrás foi pior ainda e Harry que me colocou nessa situação. Não estava brincando quando disse que eu nunca o perdoaria. Pensei desde os meus treze anos que se eu me apaixonasse por ele não haveria nenhum problema. Estava enganada ao pensar que ele agiria como um príncipe comigo, pois ele sabia exatamente de todos os detalhes da minha vida. Também ao pensar que não me decepcionaria e nem me colocaria em situações de risco, assim me dando todo o apoio para recuperar minha auto estima novamente. Infelizmente, eu estava errada e me encontro nessa situação deplorável. Aquela cena de arrependimento e lágrimas devia ser apenas encenação para que eu caia novamente em seus joguinhos, sabia que ele não estava sentindo nada em relação a mim. Tinha aquela namorada loira e mais muitas garotas desejando-o e tendo-as aos seus pés, elas fariam qualquer coisa para ter algum caso com ele mesmo que dure uma única noite. Meninas tão bonitas mas tão ingênuas ao chegar a pensar que ele seria algum tipo de menino que se importa com o que os outros sentem.
Ouvi o barulho de meus batimentos na máquina se elevando e descansei minha cabeça no travesseiro fofo na intensão de relaxar, contudo quanto mais eu tentava esvaziar minha mente de qualquer problema e de Harry era nisso que eu mais pensava e cheguei a conclusão que eu não era capaz de me livrar dele. Sabia que aquele sentimento não desapareceria do nada, sempre ficará um resquício de amor por ele, embora eu não deixarei transparecer tal sentimento e emoção ao vê-lo, muito menos tristeza ao observar as lágrimas solitárias que insistiam em cair ainda no mesmo pensamento dele saindo daqui.
Minha barriga ainda doía somente com o toque e se eu tentasse me levantar sem ajuda médica e com certeza eu me machucaria mais ainda. O que resta é só alguns traços vermelhos e cicatrizes quase se tornando da mesma tonalidade da minha pele.
Ouvi um toque na porta e a médica que cuidou da minha situação entra no quarto, assim me dizendo que seria bom eu sentir o ar livre um vez ao dia, isso todos os dias em que eu permanecerei. Dito isso, a obedeci e com ajuda dela me levantei e segui-a até a área descoberta do hospital onde havia um jardim.
Havia flores de todos os tipos e cores, eu sou apaixonada por flores. Me sentei em um banco branco que tinha ali próximo e fiquei alguns instantes fitando a paisagem natural e o ar fresco que as rajadas de ventos fraca me proporcionava.
Me perdi naquela mistura de cores e cheiros distintos e não percebi a presença de um garoto loiro sentando ao meu lado.
- Ér... - ele parou de falar e me virei para onde ele estava sentando me permitindo ver a face dele corada de leve nas bochechas e esfregando as mãos incessantemente em sinal de nervosismo.
-Emily, prazer -estendi minha mão que logo foi pega
Sorri levemente ao ver os olhos azuis dele refletirem minha imagem e o sol bater em seu cabelo dando um efeito bonito. Ele era bonito.
- Niall, Niall Horan. O prazer é todo meu. - ele sorriu e deixou a mostra os dentes brancos. Belo sorriso.
Passamos o resto da tarde nos conhecendo melhor. Niall é um garoto encantador, deve vir de uma boa família, teve um boa educação e suponho que estudou nas melhores escolas. Me contou também o motivo de estar aqui e eu fiz o mesmo.
Em nesse pouco tempo eu quase pude ter a certeza de que eu estava me apaixonando novamente. Leve e gradativamente. Dizer que ele era diferente dos garotos panacas de minha escola não era mentira nenhuma e e por este e o motivo dele querer me acompanhar até o quarto, me ajudando a me deitar -com algumas dificuldades- percebi que ele não era como os outros. Niall era diferente de Harry.

--------------------------------------------
Heeey! Desculpa a demora. Por que eu sempre digo isso? É porque eu tive bloqueio! Palmas para mim -não. Enfim, continuo com 10 comentários. Espero que gostem e esse foi um pouco maior do que eu estou acostumada a escrever. 
Jana.

4 comentários:

  1. agora o nini chegou haha continua t ansiosa d+

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaa TA MT LINDOOOO e não to exagerando :D

    Malikisses

    ResponderExcluir
  3. vc eh um ser humano? ainda bem que o block passou e oia no q deu haha thanx for Niall

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥