Imagine Hot Harry - DNA



Todos têm segredos, não? E naquela escola que frequentava muitas pessoas diferentes, de lugares diversos, não seria diferente. Cada pessoa tinha um ponto fraco e tentava esconder o máximo que podia, mantinha isto em segredo. Uma vez o segredo revelado, não haverá mais volta. Todos saberão quem é vocês da forma mais íntima possível, nos mínimos detalhes. Do meu ponto, nem mesmo sua própria sobra era confiável naquela escola. Ajo como se eu possuísse algum, embora não tivesse. 

Cada indivíduo que perambulava por ali me dava medo, talvez essa não fosse essa a palavra certa e sim repulsa. Medo só quando ele estava por perto. Os olhos claros e intensos, esbanjando luxúria e mistério. O sorriso obscuro e seduzente, as covinhas que adicionavam um toque doce a sua personalidade indefinida, cada momento ele agia de uma forma estranha me causando sensações que nem sabia que podiam haver. Como se ele me dominasse apenas com os olhares que ele me mandava pelos corredores frios e sombrios. 
Poucas pessoas tinham a ousadia de trocar olhares e palavras com ele. Harry, este era o nome daquele que todos tinham pavor de chegar perto ou trombar com ele por ai. O motivo desse pavor todo? Ninguém que eu conheço tem noção e muito menos eu que sou calada, na minha. 

O baile de halloween da escola se aproximava e eu ainda não havia deixado nada preparado. Não deixei nenhuma fantasia reservada e nem tinha ideia de quais eu gostaria de usar, vamos dizer que eu não me importava com essa festa. Diria até que é desnecessário para minha formação, uma festa onde ninguém saberia quem são as pessoas por trás das fantasias e talvez, máscaras. 

Voltei para casa em passos desanimados depois de um dias maçante de aulas tediosas e sem graça. Procurei na internet uma loja na região que alugasse fantasias, seria muito desperdício comprar uma e usar somente uma vez no ano. Liguei para o telefone indicado e a única que teria meu número e disponibilidade seria a de vampira, a qual não me agradava demasiadamente, porém era a única. 

Depois de uma meia hora a campainha toca. Maquiagem preta, bem marcada e escura nos olhos e o vermelho marcante na boca, com alguns fios de sangue. Peguei minha encomenda e me vesti com o vestido totalmente preto e detalhes vermelhos em renda. Sinceramente, me encantou. Já pronta, coloquei meu salto cor de sangue e fui de carona com minha amiga mais próxima, minha única colega. 

A entrada estava lotada, praticamente impossível caber tantas pessoas ali dentro, porém cabiam. Me saparei de minha amiga e fui para um lugar mais afastado, onde havia menos pessoas, longe da muvuca. A brisa gelada batia em minha face sutilmente, me fazendo passar os braços por meu corpo tentando me aquecer, droga, porque eu fui esquecer minha jaqueta? Me culpando mentalmente, distraída, senti dois braços brancos, bem pálidos se passarem por meu corpo. A pessoa se mantinha bem colada a mim, fazendo pressão em nossos corpos, um contra o outro. Minha primeira reação foi tentar me soltar, embora sabia que não seria possível. Sentia sua pele fria fazendo contato com a minha, mais fria que o normal. 

-Shii Baby, não está com frio. -A voz rouca ressoou baixinho, bem perto ao meu ouvido

- Sim, estou. Mas e você, não está? Parece que está congelando. 

- Não se preocupe comigo. Estou bem. Acredito que encontrei minha parceira para noite. Vampiro, muito boa a escolha da fantasia. 

Me virei já tendo uma hipótese de quem seria e foi confirmada ao ver seus olhos verdes reluzindo a luz da lua, o pó branco o deixava mais pálido e sem cor que o normal. Chegava até a parecer um ser vampiresco de verdade. Ainda me questiona sobre o motivo dele estar falando comigo. Encarei seus olhos e passei a mão por seu rosto. Incrível. Não saiu nenhum pó branco semelhante aos que eu usava. A temperatura gélida continuava a mesma e o rosto sem cor alguma. 

Os olhos tomaram uma tonalidade distinta a cor deles, impressionante. Não poderia ser verdade. Me aproximei para ver seus olhos mais de perto que agora adotavam o vermelho bem escuro. Toquei os lábios dele com os meus. A sensação prazerosa logo tomou conta de mim e deixei o beijo fluir normalmente, deixando as evidências de lado e me desmanchei de desejo nos braços de Harry. A língua dele explorava cada canto o que me causava novas sensações. Depois de alguns minutos apenas curtindo o momento, ele desgrudou seus lábios dos meus e trilhou até o meu pescoço. Passou a boca por lá e pude sentir os dentes afiados e pontudos em meu pescoço, simplesmente não demonstrava medo, era muito surreal.

- Não posso fazer isso. Eu te amo demais para te ferir. -fiquei sem reação e muda por alguns instantes.

- Eu gosto de seus olhos, de seus braços gelados me protegendo e sua voz rouca em meu ouvido. Principalmente seus lábios doces nos meus. 

Mais uma vez eu pude desfrutar de mais um momento de prazer, tinha consciência de que ele era um vampiro, porém ninguém sabia. Eu não tinha medo, também o amava. 


---------------------------------------------
Hello.
Sei que tá um horror, mas foi o que saiu e não quis demorar muito porque o halloween foi ontem né. Então, espero que gostem e comentem. E ah, eu tirei 5 em matemática, mas ele deu um trabalho com mais 2 pontos, ou seja, vou ficar com sete. Aeeeee. 
Enfim, quem viu o clipe que vazou de Story Of My Life? Simplesmente perfeito: www
os primeiros segundos são anúncio. 
Jana.

4 comentários:

  1. O imagine está perfeito.. Bom eu ainda não vi o clipe de Story Of My Life estou muito ansiosa mas vou esperar até domingo!

    ResponderExcluir
  2. O imagibe ficou prefeito!!! Você voltou com tudo colega!!
    Beijinhos, Bell

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥