Make Me Wanna Die - Capítulo 10


Sentindo o meu caminho em meio à escuridão, guiada pela batida de um coração. Não sei dizer onde a jornada vai acabar, mas sei onde começar. /Wake Me Up- Avicii.
De Verdade.
Sair daquela faculdade e dormir sem ter hora para acordar, era isso que eu mais queria agora. Andava calma pelas ruas de Londres, o trânsito estava infernal e o movimento das ruas era surreal. Isso era comum aqui nessa época do ano, assim como em todo mundo. Era o início da temporada de Natal, logo as ruas estariam enfeitadas, assim como os parques e Londres ficaria mais bela que nunca. 
Eu amo viver em Londres, mesmo com condições ruins. Namorar Harry nunca seria a melhor delas, mas se eu quero conseguir viver aqui eu preciso de dinheiro e isso eu teria de sobra se conseguisse continuar com essa farsa. Eu crio mais medo a cada dia que se passa, Harry me parece mais estranho a cada segundo. Num minuto ele é um perfeito idiota, grosseiro e mesquinho. Em outro me aparece todo compreensivo, pedindo desculpas, sendo um cara perfeito, mas não dá forma que eu imaginava antes, ele parece ser melhor ainda.

Mas, isso deve ser apenas uma ilusão que minha cabeça cria a cada momento que passo ao lado dele. Meu coração me dizia algo, mais minha mente me dizia outra. A razão brigava com a emoção.E quem sai pior sempre seria eu, essa confusão de sentimentos me deixava mal, me deixava triste e magoada. Eu queria me decidir, eu quero me decidir, mas é difícil. Quando ele me beijou hoje eu poderia ter o deixado beijando sozinho, mas eu deixei que o momento me levasse. Isso me deixa furiosa eu deveria simplesmente não querer vê-lo nunca mais, mas não isso que meu coração diz. Cada dia que passa eu pareço gostar um pouquinho mais da presença dele, meu coração sempre acelera quando ele se aproxima demais de mim, isso não é comum. Eu quero voltar a sentir aquele ódio que sentia antes, mas querer não é poder. A cada palavra, a cada momento, a cada toque, meu ódio parece se quebrar ao meio, fazendo sentimentos reviverem em mim. Fazendo com que aqueles sentimentos que eu tanto queria matar dentro de mim revivessem forte e pulsantes em mim. 
Era sempre assim, eu começava a caminhar e com o silêncio dos meus pensamentos logo surgiam tudo  de novo e me faziam me sentir bagunçada. Eu pensava em tudo e minha mente ficava emersa nisso. Apressei meu passos até minha casa sentindo que a garoa começava a cair, seria uma noite frio em Londres -como de costume-.Meu prédio não era tão longe da universidade, então fora rápido meu caminho. Abri a porta de meu apartamento e estava tudo em um perfeito silêncio, suspirei ao ver como era bom estar sozinha. Fechei a porta, tirei meu casaco e o pendurei, tirei meu sapatos calçando uma pantufa e indo em direção ao meu quarto. Me deitei em minha cama, a fim de dormir até amanhã e só levantar quando o despertador me alertasse que era hora de acordar e ir para universidade. Mas, como tudo que é bom dura pouco fui tirado de meu pequeno cochilo pelo som de Heartbreak Girl, a voz do Calum era tão perfeita que minha vontade era deixar a música tocar e não atender o celular, mas era necessário, percebi isso quando li o nome "Harry" brilhar na tela, ele não brinca em serviço então atendi logo.

Duda: Alô ? -respondi ainda com a voz rouca de sono-
Harry: Estava dormindo ?
Duda: Estava, do verbo não estou mais. Me diga o quer logo.
Harry: Como você é educada Eduarda, obrigada por me atender tão bem -disse num tom irônico-
Duda: Haha engraçadinho, vai fala sério.
Harry: Bem -fica meio sem jeito, isso não me cheira nada bem- Hoje eu não tenho nada pra fazer a noite, e achei uma boa ideia te chamar pra sair sabe ?
Duda: Como ?
Harry: Sair Eduarda, passear e jantar.
Duda: Ah, pode ser -disse sem ânimo- Mas, não estou com vontade.
Harry: Ah, qualé Eduarda é somente um jantar garota.
Duda: Um jantar que eu não estou afim de ir oras.
Harry: Passo ai as sete, esteja bonita -desligou sem me deixar retruca-lo-

Idiota, pensei sozinha e fui tomar banho. Nem descansar eu posso mais porque ele tem que querer fazer graça de me levar passear pra ficar bem na mídia, eu não mereço isso. Fui para meu banheiro e liguei meu chuveiro em uma temperatura ótima, minha vontade de ficar debaixo daquela água quente emersa em pensamentos um tanto quanto idiotas era enorme, mas eu precisava me arrumar para sair com ele. Milhões de meninas dariam a vida para estar no meu lugar por essa noite, e eu somente não queria estar lá nem um minuto. A presença de Harry me faz ficar confusa, muito confusa. Sai do banho e vesti minhas lingeries, logo depois coloquei somente um roupão e me deitei de novo. Certo, eu estava com muita preguiça sim, confesso. Peguei meu Macbook e vi minhas páginas de estudos abertas, fazia séculos que eu não pensava em redes sociais. Por quê ? Não tenho tempo, sempre estudando ou fazendo outra coisa. Agora com esse "namoro" com Harry, tenho mesmo é medo de abrir e me deparar com algo que não goste. Não sou o tipo de pessoa que aceita levar desaforo e fica quieta, então é melhor não provocar onça com vara curta. Decidi dar uma espiadinha no meu twitter, mas quando abri tomei o maior susto da minha vida. Tá, em alguns dias meus números de seguidores saiu de seiscentos e lá vai bolinhas, para quase setecentos mil ? Oi? Tá de brincadeira né twitter ?
Fui olhando e não me surpreendi ao ver que na maioria dos icons eram os meninos da One Direction. Estava óbvio tudo, as fãs me seguiram porque queriam me stalkear e me xingar. Claro, não podia ser mais óbvio. Minhas mentions estavam a todo vapor, meu medo de ler e ver coisas desagradáveis estava a mil, mas deixei de lado e abri.Como eu imaginava, a maioria me xingava.

"@Duda_Moon Oi vaca Brasileira"
"@Duda_Moon Sai de perto do meu homem"
"@Duda_Moon Volta pro seu país, sua puta"
"@Duda_Moon Todas as brasileiras são putas, assim como você. Eu vou te matar"

Quanta infantilidade, por Deus. Eu esperava mais delas, sinceramente bem mais. Eu estou pouco me lixando para o que elas falam, não me atingiram com isso. Não entendo o que a porra da minha nacionalidade tem haver com isso de ser puta, porque puta tem em todo lugar inclusive aqui no Reino Unido, ou vão me dizer que aqui não existe "zonas" , "boates de strip" e "bordeis" ? Claro que sim, existe muita puta de luxo aqui que eu sei. Meninas mesquinhas essas. Quer saber vou fingir que nem li isso, suspirei e me levantei indo ao guarda-roupa procurando algo descente para vestir.
Me vesti depressa e fiz uma maquiagem simples, não estava afim de ficar me "emperequetando" toda só para sair com Harry, não que eu estivesse desleixada, de maneira alguma, mas também não estava que nem aquelas modelos todas lindas e maravilhosas, só isso.

***

Estava esperando o elevador chegar no térreo, Harry havia me mandando apenas um um sms "Estou chegando, esteja pronta ;) xx Harry". Como sempre tão simpático -ironia-. A porta do elevador abriu e eu sai vendo logo a minha frente Harry, ele estava lindo -como sempre- não tenho como negar. Me olhou de cima a baixo, seu rosto continha aquele sorriso descaradamente lindo e enganador que fazia milhões de meninas ficaram loucas. Sorri e neguei com a cabeça, acabei soltando um risinho. Ele conseguia ser perfeitamente idiota e lindo, ele sabia me provocar de forma inacreditável que só ele conseguia. Toda vez que eu via esse sorriso eu sentia vontade de morrer, ele ainda vai me deixar louca um dia. Parece que ele sabia que tinha esse certo domínio sobre mim e me provocava. Idiota, mil vezes idiota.

Uh-oh, just as sure as the stars in the sky
I need you to show me the light
Not just for the meanwhile, for a long long time
Better believe it

Caminhei até ele, via pessoas tirando foto e nos observando. Ele não tirou aquele sorriso por um segundo, se curvou e beijou minha mão como se fosse um cavalheiro. Quem não conhece que o compre. Era só oque me faltava ele queria parecer um ótimo namorado, Styles não tomaria jeito nunca. Se aproximou de mim juntando nosso lábios, e novamente me beijando. Ele realmente queria me deixar louca, meu coração brigava com minha mente novamente e meu coração venceria - Eu sabia disso -. Eu sentia flashs sobre mim, era óbvio amanhã estaria em todos os sites de fofoca que Harry saira comigo essa noite. Suas mãos pararam em minha cintura e um beijo calmo começou, até eu mesma lutar contra meus desejos e o partir pelo ar que se fez a faltar. Ele sorriu e me deu espaço, abrindo a porta do carro para mim e eu entrei, ainda não tinhamos soltando uma palavra se quer. Ele deu volta e se sentou no banco do motorista ainda com seu sorriso descaradamente perfeito no rosto.

Uh-oh, whenever you're not in my presence
It feels like I'm missing my blessings, yeah
So I sleep through the daylight
Stay awake all night
Till you're back again, yeah, yeah

Vi ele dar partida no carro com certa dificuldade pelas pessoas na rua, mas logo seguir em frente. O silêncio que tomava conta do carro parecia insuportável, mas eu não abriria minha boca para falar com ele, pelo menos não agora. Fiquei observando tudo que se passava nas ruas de Londres pela janela, aquele parque estava sendo enfeitado para o natal. Estava ficando lindo, pessoas passavam e ficavam a observar. Casais de idade de mãos dadas olhando, será que um dia eu acharia alguém para ficar assim comigo ? Sinceramente eu duvido muito, mas isso só o destino irá me dizer.

You think I'm biased
To my significant other
You hit it right on the head
Only been missing my lover
Got a whole lot of texts in my phone and I don't reply
The next day Ieight bars tell you why

Percebi os olhares de Harry sobre mim, senti uma vontade de perguntar porque tanto me olhava, mas achei melhor não e deixei que o silêncio propagasse no carro.

***
Coloque para tocar (www)

Harry havia me trazido á um restaurante lindo, próximo ao ria Tâmisa o vento aqui sempre fora algo fora do real, o jantar tinha sido bom. Harry tinha sido diferente essa noite, até mesmo agradável eu poderia dizer. Vimos um tumulto pequeno ali um pouco próximo em uma pracinha, ele chamou o garçom e pagou a conta e pegou em minha mão me levando até a multidão.

Harry: Ouve ?
Duda: O que ?
Harry: Estão tocando Kiss me, do Ed.
Duda: Sim, mas oque tem isso ?
Harry: Não se lembra Eduarda ?
Duda: Me lembrar de que ?
Harry: Foi ao som dessa música que demos nosso primeiro beijo -ele disse ficando na minha frente e colocando a mão em minha cintura como se fossemos dançar- Pensei que fossem as mulheres que lembrassem desse tipo de coisa.
Duda: Não são todas, ainda mais em um relacionamento como o nosso -disse olhando em seus olhos-
Harry: E como é nosso relacionamento ? -encostou nossas testas me embalando de leve ao som da música-
Duda: Falso, midiático -disse seguindo seus passos, pouco me importava se eramos os únicos ali dançando aquele ritmo, a música era lenta-
Harry: Isso poderia mudar -falou próximo o suficiente para que nossas respirações se confundissem-
Duda: Não entendo, o que você quer dizer com isso ? -perguntei sem realmente entender o que ele queria me dizer-
Harry: Eu estou apaixonado por você Eduarda, é tão difícil enxergar isso ? É tão óbvio. -ele disse me deixando perplexa, eu não podia acreditar no que ouvia, muito menos conseguia pensar em algo para responder- Quer namorar comigo? Mas, de verdade dessa vez. -nossos olhares ainda se cruzavam, eu ainda era embalada por ele naquela praça ao som de Kiss Me, pessoas nos olhavam e eu não sabia o que responder. Dessa vez era tudo real. As estrelas brilhavam a cima de nós, as luzes daquela praça nos iluminavam enquanto eramos embalados pela música sobre aquela grama verde. Eu me deixei levar pela música e o beijei deixando que esse fosse o meu sim, porque de outra forma eu não saberia responder-

Continua ...
---------------------------------------------------------------------
Eai ? Bem melhor né ? Amei esse Capítulo *u* Continuo com 10 comentários.
Beijos.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Awn, sério ? *o* Isso me deixa muito feliz mesmo

      Excluir
  2. Muito lindooo esse capitulo!

    ResponderExcluir
  3. Meu deusssss vc tenq continuar se nao eu me jogo!! Continua por favorr

    ResponderExcluir
  4. Que capitulo perfeito!! Agora é pra valer. Continua logo tá?

    ResponderExcluir
  5. Muitoooo lindo cara! Vc é muito talentosa :) continua !

    ResponderExcluir
  6. OMJJJJJJJJJJJJ CONTINUA LOGO PLEEEEEASE

    ResponderExcluir
  7. Vc é uma ótima escritora, ta muito perfeito *-* o melhor q eu ja li ^^

    ResponderExcluir
  8. Gezuuuuuuuis!!! Não acreditooooooo \o/ que declaração perfeita cara!! O Harry foi o mais perfeito cavalheiro durante toda a noite, com um brilho diferente, até a Duda percebeu, e mesmo toda a mágoa [e até raiva] que ela tinha por ele não impediu aquele momento de ser perfeito, e ela se deixar levar pelo coração!!! Ahhhhh, que lindoooooo <3

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥