Capitulo 13 - Antepenúltimo


Don’t Forget Where You Belong - Antepenúltimo Capítulo.
Ninguém disse que seria fácil. Ninguém jamais disse que seria tão difícil assim. Oh, me leve de volta ao começo. / The ScientistColdplay. 
 Harry passava as mãos por meu cabelo enquanto continuava em silêncio, já se passaram duas horas desde que o enterro se foi e eu ainda não consegui perguntar para minha mãe o que causou o infarto de meu pai. Estávamos sentados no sofá de minha casa quando vi Gustavo e Rafael entrarem, meu irmão mais novo e meu irmão mais velho, mas ainda faltava Larissa, minha irmã do meio. Gustavo correu até meu colo e me abraçou apertado, ele ainda é tão novo. Apertei ainda mais o abraço, senti lágrimas tocarem meu ombro e percebi que ele chorava.

Duda: Calma pequeno vai ficar tudo bem.
Gustavo: Mas, ele não podia me deixar. Ele jurou que me ensinaria tanta coisa.
Duda: Deus faz certas coisas que não entendemos, mas é o certo. Ele escreve certo, por linhas tortas.
Gustavo: Eu vou ver ele de novo um dia?
Duda: Todos nós o veremos de novo, quando menos esperarmos.
Gustavo: Onde ele está agora?
Duda: Provavelmente em um lugar melhor, mas ele sempre estará com você.
Gustavo: Onde? Porque eu não o vejo.
Duda: Aqui –aponta para o peito dele- Mesmo você não o vendo ele sempre estará com você cuidando de você.
Gustavo: Eu te amo Duda. –colocou a cabeça em meu ombro- Quem é você? –disse olhando para Harry-
Duda: Ele não entende o que você fala Gu.
Gustavo: Ele é surdo e mudo ?
Duda: -riu pela primeira vez no dia- Não, ele fala em outro idioma.
Gustavo:Tipo aquelas pessoas que você mandou no vídeo do e-mail?
Duda: É, tipo elas.
Gustavo: O que ele é teu Duda?
Duda: Anh... Ele é meu namorado Gu.
Rafael: Então ele saiu dos pôsteres ? –entrou na conversa-
Duda: Oi pra você também Rafa –ri- Sim ...
Rafael: Quando ia nos contar isso? –ele sempre foi muito ciumento e achava que era meu pai-
Duda: É recente Rafa.
Rafael: Mesmo assim, deveria ter contado no primeiro dia.
Duda: Rafael para de ser chato –ri- Ele não entende nada que vocês falam mesmo, graças a Deus.
Rafael: Não se esqueça que eu fiz curso de inglês fofa – riu. Olhei para Harry que parecia confuso-
Duda: Harry esses são meus irmãos – falei em inglês para que ele entendesse- Gustavo, o mais novo e Rafael o mais velho.
Harry: Prazer – sorriu simpático-
Rafael: Prazer –sorriu desconfiado- Vou chamar Larissa pra ver ele.
Duda: Tinha até me esquecido que Larissa era fã dele, cadê a mamãe ?
Rafael: Deve estar lá fora – deu ombros indo atrás de Larissa-
Gustavo: Como ele se chama ? – se referiu a Harry-
Duda: Harry
Gustavo: Que nome estranho –fez careta-
Duda: Lá na Inglaterra é comum esse nome bebê.
Mãe: Falando em Inglaterra você não vai voltar para lá mais não é ? –apareceu do nada da cozinha ainda com cara de choro-Duda: Por que não iria? Eu preciso voltar.
Mãe: Eduarda como você pode querer voltar pra lá mesmo depois de tudo isso? Você deveria ficar aqui conosco, precisa voltar pra que? Pra ficar do lado do novo namoradinho?
Duda: Eu vou voltar continuar meus estudos, não venha com drama agora por Deus.
Mãe: Você disse a seu pai que só iria a estudos antes dele morrer, mas olhe só.
Duda: Aconteceu mãe, você não entende.
Mãe: Eu não vou te dizer mais nada, você é maior de idade faça o que quiser, mas você sabe muito bem que esse namoro terá data de validade. Nunca se esqueça de onde você pertence Eduarda –se retirou dali-

Por mais que me doesse aceitar era verdade, esse namoro tinha sim uma data de validade. Um dia eu teria que voltar para o Brasil e não teríamos como continuar juntos com um oceano de distancia entre nós. Me doía mais ainda ver minha mãe falando isso pra mim, eu não queria acreditar, mas sabia que um dia isso iria acontecer. Me deitei pras trás novamente ficando sobre os braços de Harry que estavam em volta de mim.
Harry: Você parece aflita, mais aflita digo.
Duda: São pensamentos idiotas que rondam minha cabeça, nada mais –sorri mentindo-

Dois meses depois.
Haviam se passado dois meses desde que meu pai se foi, bem o tempo passou rápido, mas ele ainda me faz muita falta. O tempo em Londres estava chuvoso, eu estava terminando meu curso. Meu namoro com Harry ia melhor que nunca, ele se mostrava cada dia mais amigo e carinhoso comigo, Harry era sim um sonho de garoto. Faltava apenas dois dias, dois dias e meu curso acabaria e então eu teria que voltar para o Brasil, isso não poderia estar acontecendo. Eu estava debaixo de um guarda-chuva com Harry em ruas movimentadas de Londres. Harry sorria o tempo todo como de costume.

Harry voice’s.
Eduarda me parecia inquieta, aflita. Não mantinha mais o mesmo sorriso de alguns dias, tinha a face fechada. Não se importava se estavam nos olhando ou não como antes, isso me cheira mal.
Harry: Você está bem ?
Duda: Na verdade não, a gente precisa conversar Harry.
Harry: Desse jeito parece até que quer terminar comigo.
Duda: Eu não queria, mas acho que devo.
Harry: OQUE ?! Você está louca Eduarda?
Duda: Eu volto para o Brasil em dois dias Harry, não tem como. E o contrato vence amanhã também.
Harry: Eu estou pouco me lixando para a merda do contrato –exclamou- Que história é essa de voltar para o Brasil?
Duda: Meu curso acaba em dois dias também, eu preciso voltar para o Brasil.
Harry: Você não pode me deixar Eduarda.
Duda: Eu preciso Harry.
Harry: Não precisa não, por favor não vai Eduarda. Eu faço qualquer coisa, mas não me deixa aqui sem você.

Been a lot of places
I've been all around the world
Seen a lot of faces
Never knowing where I was
On the horizon
Hmmm but I know, I know, I know, I know
The sun will be rising
Back home
Duda: Não dá Harry, eu preciso ir.
Harry: Eu não posso acreditar que você está fazendo isso comigo, por Deus.
Duda: Harry você não entende que não tem como, eu preciso ir. Meu visto vai vencer, eu não tenho como continuar aqui ou você achar que eu ir lá e falar que vou ficar por causa de um namorado ajuda? Não, eu não tenho estudos aqui mais, não trabalho e não sou casada com ninguém daqui, não tem como.
Harry: Eu caso com você se for preciso, mas não se vá.
Duda: Olha o você está falando, quando você vai ver que isso não faz sentido. Eu simplesmente preciso ir.
Harry: Eu não conseguir ficar sem você.
Duda: Você vai ter que acostumar.
Leaving out the cases
Ain't packing up and taking off
Made a lot of changes
But not forgetting who I was
On the horizon
Oooh well, I know, I know, I know, I know
The moon will be rising
Back home

Harry: Eu não quero me acostumar com isso, quando vai entender isso?
Duda: Não tem como eu continuar aqui, vou viver onde? De baixo da ponte? Harry eu não sou milionária como você.
Harry: Eu pago tudo.
Duda: Eu nunca viveria as suas custas, para Harry eu vou ter que voltar não tem jeito.
Harry: Você não pode me deixar sozinho Eduarda.
Duda: Você nunca vai estar sozinho, sempre vão ter milhares de pessoas ao seu lado. Assim como você vai encontrar outra namorada, logo.
Harry: Eu não quero outra, quero você.
Duda: Você precisa me esquecer, assim como eu vou fazer isso.
Harry: Você fala como se fosse tão fácil, fala como se fosse só clicar em um botão escrito apagar e esquecer, não é assim.

Don't forget where you belong home, oh
Don't forget where you belong home, oh
If you ever feel alone, don't
You were never on your own
And the proof is in this song

Duda: Eu não pertenço a esse lugar Harry, nem ao seu coração. Além de tudo, somos de mundo diferentes.
Harry: Você pertence a onde então ?
Duda: Ao Brasil e a minha família, já disse nós somos de mundos diferentes.
Harry: Qual é o seu mundo então?
Duda: Harry entenda por mais que eu tenha agüentado até agora é difícil, suas fãs nunca vão me aceitar pelo fato de eu ser brasileira. Eu sou só uma brasileira classe media tentando construir o futuro que deu sorte de conseguir chegar a fazer um curso na Europa e conhecer um cantor que, além disso, tem sorte de conseguir namorar ele, mesmo sendo por pouco tempo. Você é um cantor mundialmente conhecido com a vida feita, com milhões de meninas aos seus pés.
Harry: Me diz de que me adianta ter milhões de meninas aos meus pés, se é você que não vai sair do meu pensamento ?

I've been away for ages
But I've got everything I need
I'm flicking through the pages
I've written in my memory
I feel like I'm dreaming
Oh, so I know, I know, I know, I know
That I'm never leaving
No, I won't go

Duda: Harry, não piora a situação. Não tem mais jeito, a gente tem que terminar.
Harry: Se você é fraca o suficiente pra achar que um oceano pode nos atrapalhar eu não.
Duda: Para de piorar a situação, eu não queria fazer isso. Quando você vai entender que esse foi o meu sonho de adolescência que eu estou tendo que abandonar? Namoros a distancia não duram.
Harry: Quando o amoré tudo, a distancia não é nada.
Duda: -sente os olhos marejarem- Por que você insiste tanto?
Harry: Porque é a primeira vez na minha vida que eu me apaixono e ela simplesmente quer me deixar.
Duda: Ela não tem alternativa.

Lights off when they should be on
Even stars in the skies they're wrong
Short days when the nights are long
When I think of the things I’ve done
Don't matter how far I've gone
I'm always be around, ohhh

Harry: Eu não existo sem você. Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim. Nada nesse mundo levará você de mim. Eu sei e você sabe que a distância não existe, Que todo grande amor só é bem grande se for triste. Por isso, meu amor não tenha medo de sofrer. Porque todos os caminhos me encaminharam pra você.

Continua...
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá amores, sei que esse capítulo não foi dos melhores, sorry :/ Bem, faltam só dois capítulos para o fim da fic também huehue Sobre a fic nova já adianto, mudei de fic huehue Vai ser Out Fate Was Traced a nova, bem logo vocês vão ver. Beijo e comentem.

5 comentários:

  1. Continuaaaaaaaa!!!!!! harry pede ela em casamento pffff

    ResponderExcluir
  2. Aiii tá mttt pefreitooo!!! Vc tem MUITO talento msm! Parabéns, linda!

    ResponderExcluir
  3. Tá lindo demaaaaais! Continua logo, pfvr!!

    ResponderExcluir
  4. Buaaaaaaa, me afogando aqui!!! Não Duda, não desiste não! Por favoooooor?

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥