Try Again - Capitulo 5


Capitulo 5 - Motivos
Sim, eu esqueço as consequências,por um minuto que eu perco meus sentidos / Nobody's Perfect - Jessie J.

Seunome Voice's.

Harry havia ido para o trabalho, Justin conversava comigo na sala contando sobre a vida dele e de como precisava de alguém ao lado dele ultimamente, conheço ele desde muito nova, sempre foi muito alegre, mas hoje parecia muito abatido.  Estávamos na cozinha eu preparava um café para ele enquanto conversamos, ele me perguntava sobre meu casamento com Harry o que me parecia muito estranho.

-Seunome, você não vai embora daqui por que? Você sabe que ele sempre faz isso, e depois te fere de novo.
-Eu amo ele Justin, não posso o deixar como as outras pessoas, ele precisa de mim e eu preciso dele.
-Isso ainda não me parece certo, você deveria ir e tentar uma nova vida.
-O que quer dizer com isso?

Senti um cheiro forte em meu nariz, fui perdendo meus sentidos aos poucos e logo tudo escureceu, meu inconsciente tomava conta de mim.

***

Minha cabeça doía como se eu tivesse com uma daquelas ressacas horríveis, abri meus olhos vagarosa e olhei em volta, nunca havia visto esse quarto. Me levantei aos poucos e caminhei até a janela, puxei um pouco a janela e claridade me fez cerrar um pouco os olhos. Me acostumei com aquela luz e olhei as coisas em volta, campo, não me lembro de ter vindo pra nenhuma casa de campo. Muito menos reconhecia esse lugar,s´me lembro de conversar com Justin e logo, puff mais nada. 
Caminhei até a porta e puxei o trinco a abrindo, um enorme corredor cheio de quartos, realmente não sei oque estou fazendo aqui e pra ajudar minha cabeça fica dando voltas e mais voltas. Caminhei até o fim do corredor, vi Justin no telefone sentado em um enorme sofá branco lá embaixo. Desci as escadas devagar, mesmo assim ele me ouviu e se virou para trás, me olhou e sorriu largamente, ele tinha um sorriso lindo que me encantava.

-Onde eu estou? -perguntei confusa-
-Na sua nova casa.
-Nova casa? O que? Não entendo, a casa que eu e Harry estavamos reformando para viver não é esta.
-Quem disse que é com o Harry?
-Por que não seria? Ele é meu marido.
-Ele te faz mal, só quero o seu bem Seunome, pense vai ser tudo mais fácil daqui para frente sem ele. Você  poderá começar de novo, tentar de novo.
-Justin ...
-Seunome, por favor. Só tenta, se até o verão você não mudar de ideia sobre isso, ver que é melhor seguir sem ele, você volta, eu juro -parei pra pensar e assenti. Era uma oportunidade que eu nunca tive, mesmo que o futuro fosse feito de incerteza, eu sabia que onde eu estivesse amaria Harry-

-1 Mês depois-

Harry estava em seu apartamento trabalhando em mais um caso, ele tentava ocupar os pensamentos com qualquer coisa que fosse, mas preferia não pensar em Seunome, aquilo o machucava muito. Todas as noites antes de dormir ele chorava ao seu lembrar da mulher que Justin havia levado dele, por mais que tentasse encontra-la, parecia cada vez mais impossível e Justin nunca mais havia dado um só sequer sinal de vida.
Harry olhou para a porta tentando relaxar um pouco seus pensamentos, foi então que viu um envelope embaixo de sua porta. Aquilo poderia estar ali a dias, que ele não prestava a minima atenção. Andou até a porta e pegou o envelope, escrito apenas "Bieber" por fora, o coração de Harry pulou mais forte, sem pensar duas as vezes pegou o envelope e abriu com força querendo ler o que tinha dentro.

"Harry, como vai? Curtindo sua vida de solteiro? Acho que não, perdeu oque tinha de mais valioso não é? Não deu valor enquanto era sua, agora perdeu. Mas, sabe o pior? Ela te ama assim mesmo, quando ela acordou e eu disse que pretendia dar a ela uma nova vida, uma chance de começar de novo, ela me olhou com uma expressão que eu nunca havia visto nela. E eu sei, que em breve ela vai voltar para você. Não quero parecer ruim, me deixe explicar melhor.
Eu amo ela desde que tenho 14 anos, isso faz 10 anos e eu nunca tive um chance se quer com ela, já você chegou e a conquistou de imediato, e quando vi vocês já estavam prestes a se casar. Eu deveria te contar isso tudo pessoalmente, mas não posso, você me mataria antes que eu falasse o por que disso. Mas, acho que devo te contar isso, a algumas semanas descobri que estou morrendo, eu não sei como consegui contar isso a Seunome ontem, fazem quinze dias que estamos aqui e ela ainda pensa muito em você. Meu corpo dói e a cada dia minha doença traz um problema novo para mim, isso é ruim, saber que estou morrendo e não poderei mais lutar por ela. Por isso fiz isso, para que pudesse passar o último ano da minha vida ao lado dela, não se preocupe, o médico me deu um prazo até a minha morte, no fim do verão já não estarei aqui, então se Seunome ainda achar que te ama, ela voltará para você. 
Eu não tinha ninguém para conversar até isso acontecer, ela me faz bem. Minha doença é um mistério, mas sabemos que não tem cura. Não vou poder lutar contra isso, não existem remédios que me curem, minha dor é intensiva, e somente ela está aqui. Logo eu vou morrer, só consigo pensar que Seunome voltará para seus braços e eu sei, que ela nunca me amará como te amou, mas se ela me amar um terço disso, vou me sentir o cara mais amado do mundo. Eu queria estar com ela, com essas poucas forças que me restam vou cuidar dela, enquanto você não está aqui. Pois, somente o sorriso dela me ajuda a levantar todos os dias. 
Não se preocupe, não faço nada de mal a ela, nunca sequer a encostei em um toque diferente como de vocês, se é que me entende. Eu apenas preciso dela ao meu lado nesse momento, onde não tenho mais ninguém. Espero que um dia me perdoe, mas entenda, que eu tive MEUS motivos para isso tudo, nunca quis lhe causar mau. Xx Justin Bieber"

Harry não sabia o que sentia naquele momento. Um misto de dor, ódio, pena e amor tomavam conta dele. Ele queria matar Justin, mas sabia que no lugar dele faria o mesmo. Ele queria Seunome de volta, mas não sabia onde ela estava. Ele estava furioso, Justin não havia deixado pista alguma de onde estavam. Ele sentia sim pena de Justin, mas isso que ele havia feito era loucura, até o fim do verão eram mais oito meses. Ele não entendia como seu nome havia aceitado isso, a raiva tomou conta dele que chutou um mesinha q continha um vaso de cristal que logo foi para o chão.

-Vadia -murmurou- Me apaixonei pela mulher errada -mais uma vez ele havia saido de si- Justin está maluco se acha que vou esperar esse tempo todo -pegou a carteira e o casaco, bateu a porta e saiu em direção ao bar. Iria beber mais uma vez- 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Demorou mais saiu u-u Espero que gostem e comentem, beijo.

5 comentários:

  1. adorei!! muito bom
    cooontinua o mais rapido q puder eu quero muito ler o proximo cap!!
    malikisses

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaameei *--------------------*
    pfvr não demora pra continua se não eu vou ter um Heart attack... esta muito perfeito *-*
    xoxo Fran.

    ResponderExcluir
  3. Continuaa ta perfeito!!! :)
    Xx Karol

    ResponderExcluir
  4. Omg, omg omg omg continuaaaa

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥