Capitulo 8 - Try Again.


Capítulo 8 - Momento errado.

Tem uma chama surgindo no meu coração, tomando conta de mim e me tirando da escuridão. Finalmente eu consigo te ver claramente, vá em frente, me traia e eu exponho os seus podres na mesa. / Rolling in the Deep  - Adele.

Seunome Voice's.

Eu havia prometido a mim mesma que contaria isso para ele hoje ainda, mas não consigo, preciso achar a hora certa. Tá, você não deve estar entendendo nada, então eu falo. Bem, então, por muito sorte -ou azar- da vida, eu descobri semana passada que estava grávida de 5 semanas. A gravidez a princípio não parecia ter vindo em bom momento, até porque quando nós "transamos" e eu engravidei, não foi uma das melhores noites da minha vida. Eu sei que deveria contar para ele agora, mas não acho que seja o momento.

-Tem certeza Seunome? Você está tão pálida -se agachou a minha frente e acariciou meu rosto com o polegar.
-Tenho sim, é só um mal estar -sorri amarelo.

Dias depois.

 Eu havia ido ao médico mais uma vez, queria ter a confirmação dessa gravidez. Agora que eu havia arrumado a confirmação, estou indo ao escritório de Harry, não dá pra esperar mais, eu vou contar.
Entrei na recepção, mas nada da Melany ali, ela é a secretária de Harry. Ouvi alguns barulhos, mas julguei ser na sala ao lado. Fui até a porta do escritório de Harry e quando ia bater ouvi um barulho estranho, um gemido. Abri a porta de vagar, deixando pouco para ver. Arregalei meus olhos com aquela cena, assim como Harry quando me viu. Melany, a secretária, aquela vaca loira, no colo dele rebolando. Apertei meus pulsos e sai quase correndo dali. Eu não acredito que isso poderia acontecer justo comigo, sou realmente muito idiota. 

-Seunome espera, não é oque você está pensando -era a voz dele.
-Harry eu vi, meu Deus como eu fui idiota esse tempo todo -eu ri irônica- Você me batia o tempo todo falando que eu te traia com o Justin, mas quem trai aqui é você. Vá em frente, me traía, mas não conte comigo quando chegar em casa, porque eu não vou estar mais lá.
-O que você quer dizer com isso? -ele arregalou mais os olhos.
-Estou dizendo que acabou nosso casamento, trate de mexer com a papelada ou eu mesma vou atrás de outro advogado. 
-Não Seunome, você não pode me deixar.
-Posso sim, já devia ter feito isso faz tempo.
-Por favor.
-Você já me machucou demais, eu cansei de você, de apanhar e agora de ser traída. Nosso amor só vai me deixar cicatrizes, por favor, não olhe mais para mim e não procure a mim, muito menos ao meu filho -falei por impulso.
-FILHO ? Você está grávida ? Por quê não me contou isso?
-Nós tivemos quase tudo, mas você estragou tudo. Eu cansei de você, cansei de tudo. Todo mundo achando que você é um, mas não passa de ladainha, chega. Todo mundo precisa saber o tipo de pessoa que você.
-Seunome pelo amor de Deus, não faça nada, você vai acabar com a minha reputação.
-Você acabou com a minha vida -disse sentindo todo o ódio que tinha guardado em mim- Você vai desejar nunca ter me conhecido seu desgraçado. 

Sai pisando fundo dali, peguei meu carro e fui o mais rápido que pude até nosso apartamento. Ele teve meus coração em suas mãos, e brincou com meus sentimentos. Isso não tem perdão. Eu tinha muitas histórias para contar para meu filho, mas agora  Fiz minhas malas numa velocidade incrível, já estava saindo de lá quando ele apareceu. Nem se quer o olhei.

-VOCÊ NÃO VAI SAIR DAQUI, ENTENDEU? -gritou como sempre fez.
-Não tenho mais medo de você -disse calma e ele me pegou pelo braço com força- Vá em enfrente, me bata, e mostre o quão cretino você é -recebi um tapa na cara em resposta.
-Você é minha Seunome, entenda. Daqui você não sai.
-Eu vou sair sim. Eu vou acabar com a sua carreira, eu quero te ver preso, entendeu? P.r.e.s.o.
-Cala boca -senti ele me empurrar me fazendo sentir minhas costas baterem na parede com força assim como minha cabeça.
-Você ainda vai pensar em mim na profundeza do seu desespero quando a polícia bater aqui, trate de construir um lar por lá, porque o que você tinha no peito você não entra mais. -passei a mão pela minha cabeça e tudo começou de novo.

....


Acordei numa cama de hospital, eu ouviu aquele aparelho que mostrava as batidas do meu coração. Me sentei ao meu lado estava Harry em uma poltrona, com uma expressão preocupada. Minha mãe e meu pai também estavam ali, porém chorando. 

-Se acalma Odete, ele irá acordar -meu pai disse- Ela vai ficar bem.
-Eu estou acordada mamãe, estou bem -disse a olhando, mas ela parecia não me ouvir.
-Ela não vai te ouvir -olhei para frente e vi uma menina toda de branco ali, que diacho é isso?- Aliás, sou Ally, seu anjo protetor.
-Que? Ta louca? -eu realmente estava assustada.
-Calma, só quero seu bem e vim te ajudar. Vou me explicar melhor, Harry te bateu de tal forma que você bateu a cabeça com muita força e agora está em coma profundo. Mas, aparentemente ele disse aos médicos e aos seus pais que você supostamente caiu da escada -deixei meu queixo cair.
-Mas e meu filho? -sentia meus olhos arderem.
-Você pode ter o perdido, não posso dizer ao certo. Porém, vamos resolver algo muito mais sério hoje. A sua escolha.
-Que escolha?
-Entre a vida e a morte.
-Como assim? 
-Venha comigo -me deu a mão e eu me levantei, mas me impressionei ao ver que estava ainda sim na cama.
-É só seu corpo querida -ela me puxou- 
-Como estou sem ele? -disse com medo.
-Aura, espírito -ela soou entendiada- Se você escolher a vida, terá que pagar as consequências.

De repente estávamos na minha casa, a que estava sendo construída na verdade, era um plano meu e de Harry. Eu estava ali no jardim, com uma roupa de casa e jogando água com a mangueira em Harry, e ele tinha uma criança em seus braços, era tão linda.

-Quem é? -me referi a criança.
-Seu futuro filho.
-Anh?
-Escute bem oque vou te dizer. Sou te anjo protetor, eu estou ao seu lado e sou aquele que nunca desacredita dos seus sonhos, sou eu que as vezes altero seu itinerário, e até atraso seus horários para evitar acidentes ou encontros desagradáveis. Sim, sou eu que falo ao seu ouvido aquelas "inspirações" que você acredita que acabou de ter como "grande ideia". Sou eu quem te causa aqueles arrepios quando você se aproxima de lugares ou situações que vão te fazer mal, e sou eu quem chora por você quando você com a sua teimosia insiste em fazer tudo ao contrário só para desafiar o mundo. Quantas noites passei á cabeceira de sua cama velando por sua saúde, cuidando de sua febre e renovando suas energias. Quantos dias eu te segurei para que você não entrasse naquele ônibus, carro e até avião? Quantas ruas escuras eu te guiei em segurança? Não sei, perdia a conta, e isso não importa. O que realmente importa, e o que me deixa triste e preocupado, é quando você assume a postura de vítima do mundo, quando você não acredita na sua capacidade de resolver os problemas, quando você aceita as situações como insolúveis, quando você para de "lutar" e simplesmente reclama de tudo e de todos, quando você desiste de ser feliz e culpa outra pessoa pela sua infelicidade, quando você deixa de sorrir e assume que não há motivos para rir, quando o mundo está repleto de coisas maravilhosas, quando se esquece até de mim, seu anjo da guarda, aquele que Deus deu a honra de auxiliar nessa missão tão difícil que é viver e progredir. Já que me deixaram falar diretamente com você, gostaria de te lembrar, que estou ao seu lado sempre, mesmo quando você acredita estar totalmente só e abandonado, até nesse momento eu estou segurando a sua mão, eu estou consolando seu coração, eu estou te olhando, e por te amar demais, fico triste com a sua tristeza, mas, como eu sei que você nasceu para brilhar, eu agradeço a Deus a oportunidade bendita de te conhecer e cuidar de você,
porque você é realmente muito especial. Seu anjo da guarda, que acredita em você ( Paulo Roberto Gaefke). Mas me escute, Harry apesar errar muito te ama, e cada momento que você esteve desacordada ele estava pensando em você, nas suas palavras. Ele se arrepende muito de tudo que fez, sabe que precisa mudar e pra isso, precisa de você e da sua ajuda. Seunome, acredite nele. Esse é o seu futuro, mas nem tudo serão rosas na sua vida. Se preferir a vida, terá muitas consequências as quais terá que arcar. Harry não irá mudar tão rapidamente, você terá que se acostumar e ensina-ló a amar. Não vai adiantar se afastar, vocês foram feitos um para o outro. Seus destinos foram traçados quando vocês nem eram planejados por seus pais ainda. Você precisa tanto dele, quanto ele de você. 
-Eu não sei se aguento mais essa vida.
-Veja isso.

De repente estavamos de novo no meu quarto de hospital, mas o único ali era Harry. Ele chorava agora. Eu estava realmente muito confusa, muito mesmo. Minha vida acabava de ter uma revira-volta, me entende? Vamos por tudo por ordem.

  1. Harry disse que pararia de me agredir, estava sendo maravilhoso comigo o tempo todo e nosso casamento parecia que dessa vez ia ser melhor.
  2. Descobri que estou grávida.
  3. Fui toda feliz contar ao meu marido, mas peguei a secretária loira e peituda dele no colo do mesmo.
  4. Nós discutimos feio de novo, no escritório e em casa.
  5. Ele me bateu de tal forma que vim parar aqui, mas o hospital deve estar ocultando o caso, porque não é possível mesmo que acreditem que eu cai da escada se no meu apartamento nem tem escada.
  6. Eu posso ter perdido o bebê.
  7. Algum tipo de ser apareceu aqui e me contou isso, e disse ser meu anjo. 
  8. Também aparentemente me mostrou meu futuro e me disse que não posso me afastar de Harry.
  9. Eu estou muito assustada.
Harry parecia que iria dizer algo, então apenas observei assim como Ally.

-Ei, você ai -ele disse olhando a minha barriga- Você está ai não é mesmo? Você não pode ir embora e deixar a mim e sua mãe, eu já a fiz muito mal, mas você tem que nascer pra ser o meu incentivo a mudar por vocês. Eu nem te conheço, sei da sua existência hoje, mas já te amo. Eu sei que eu errei feio muitas vezes, principalmente hoje. Aquilo que aconteceu no escritório foi muito errado, mas foi a única vez que eu cometi esse deslize. Sobre eu machucar a sua mãe, literalmente, eu me sinto muito mal, mas quando eu vejo já estou fora de mim. Eu sei que ela não vai querer me escutar e vai querer me deixar, mas dessa vez eu não vou fazer nada, acho que tenho que aprende a tomar vergonha na cara. Mas, eu ainda irei querer te ver. Sabe eu vou te prometer que se você ficar bem, a gente vai se divertir muito e eu prometo te fazer muito feliz. Se você for um menino, bem eu vou te ensinar a jogar futebol, mas futebol de verdade, não aquela merda americana. Eu nunca vou deixar você parecer aqueles príncipes gays que eu vejo por ai, vou te ensinar a conquistar muitas gatas, porque você tem um pai muito bem dotado... Mas se você for uma menininha, eu não vou saber brincar com você, mas eu posso te ajudar a fazer um casa de bonecas e você vai ser minha princesinha, assim eu vou te defender de todos esses garotos safados e vou cuidar de você, quando você tiver uns trinta anos eu te deixo sair e namorar. -ele riu baixo limpando as lágrimas- mas independente do que você seja, eu sempre vou te amar. Você é apenas uma pequena saliência ainda, mas é o maior presente que eu poderia ter vida. Eu sei que você vai ter meus cabelos, mas seus olhos serão azuis como de sua mãe. Eu não tenho muito jeito com crianças, mas vou aprender a te segurar delicadamente. Eu não sei se conseguirei te contar toda a verdade da minha um dia, mas eu vou tentar, só espero que você não me odeie depois disso. Eu só fiquei sabendo hoje de você, mas já estou imaginando seu sorriso com covinhas, eu vou sorrir toda vez que ver você, um ser tão pequeno que eu amo tanto. Quando você estiver com medo, poderá se deitar comigo, você vai esfregar seus pezinhos se aquecendo, enquanto você estiver dormindo eu irei te proteger e quando estiver acordado também. Eu sei que você vai ficar bem, eles ainda não precisam de você lá em cima meu amor.

Ele só havia me deixado mais confusa, ele diz que sente muito com essa cara de anjo, eu honestamente acreditei nele muitas vezes. A bíblia dia "quem muito ama, muito perdoa". Mas isso não é um conto de fadas, eu não sou um princesa, isso não é Hollywood, aqui é Londres. Eu sempre fui muito sonhadora, mas não sei oque fazer. Perdoar ou não?

-Seunome, já tem sua decisão? -disse Ally ao meu lado- Viver com consequências e disposta a tentar uma vida, ou se ir ?
-Eu quero viver, mesmo com tudo isso.
-Se escolher o orgulho, terá que aprender a lidar com a saudade, mas se escolher lidar com isso tudo, terá que ajudar Harry a ser alguém melhor, o que é pra ser, ninguém vai tirar de você -e de repente ela sumiu.

Abri meus olhos com a cabeça latejando, ali somente Harry. E de novo pensei, perdoou ou não? 

Continua......

14 comentários:

  1. OMG!!!!!!!!
    Harry é um fdp com certeza
    mais acho que ela deveria perdoa ele e ensinar a ele como amar e como agir.. oooooooô homi burro
    continua logoo!!

    ResponderExcluir
  2. continua porta logo o proximo cap ...

    ResponderExcluir
  3. porta logo o cap 9

    ResponderExcluir
  4. OMJ !!! que perfeito
    acho q ela tem q perduar o harry sim
    To louca pra ler o proximo ta muito perfeito!!!!

    ResponderExcluir
  5. postaaaaaaaa logooooooooo eu tou amando muito!!!! bom eu acho que ela tem que perdoar sim porque tipo quem nunca errou atire a primeira pedra!!!! mais o Harry tem que aprender a para de espancar a coitada!! quando a (sn) falar com ele, tem que ser carinho com ela! porfavor eu não quero que a harry traia a Sn isso é chato, mais eu queria só mais um capito do Harry espancando a Sn, tipo depois de ela ganha o bebe ai depois ele (harry) se arrepende.....

    posta loogooooooooooooooo lindaaaaaaaaa
    xxxx:Evelyn

    ResponderExcluir
  6. Que capítulo perfeito!!
    Continuaa
    Xx Karol

    ResponderExcluir
  7. Kd a continuacao não Vai ter?

    ResponderExcluir
  8. Queria tanto que continuasse a postar a fic :'(

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥